Série Rio de La Plata

Emiliano vibra com triunfos do Vasco e frisa as carências no elenco: ‘Temos que reforçar’

Emiliano é filho e braço direito de Ramón Diaz, com grande influência e participação nas decisões táticas da equipe e escolha de possíveis reforços

Emiliano é filho e braço direito de Ramón Diaz, com grande influência e participação nas decisões táticas da equipe e escolha de possíveis reforços -  (crédito:  Leandro Amorim)
Emiliano é filho e braço direito de Ramón Diaz, com grande influência e participação nas decisões táticas da equipe e escolha de possíveis reforços - (crédito: Leandro Amorim)

Em dose dupla! O Vasco teve sucesso em seus dois compromissos na última quinta (18). Afinal, a equipe alternativa que permaneceu no Brasil venceu o Boavista por 2 a 0 na estreia do Carioca. Já o grupo principal, que foi realizar a pré-temporada no Uruguai, superou o San Lorenzo, da Argentina, por 1 a 0. A respeito dos duelos, Emiliano Díaz, auxiliar de Ramón, celebrou os resultados positivos.

Com relação ao primeiro confronto no torneio-amistoso Série Rio de La Plata, o também filho do treinador frisou a relevância da vitória pelos obstáculos presentes no cenário

“Estamos muito contentes, foi um jogo muito difícil. Primeiro pela intensa carga que os jogadores estão recebendo devido à pré-temporada. O campo também estava muito ruim e por esses motivos, a vitória se tornou ainda mais importante. Além de dar tranquilidade neste início de trabalho”, apontou o assistente.

Em seguida, Emiliano confessou que o confronto no estadual causou maior tensão que o duelo com o San Lorenzo. O auxiliar parabenizou o grupo que permaneceu no Rio de Janeiro.

“Queremos felicitar também a toda a comissão e ao grupo que ficou lá. Porque para nós era muito importante (vencer). Estávamos mais nervosos com esse primeiro jogo do que com o segundo jogo aqui. Então ficamos muito felizes”, destacou o profissional argentino.

Por sinal, William Batista, técnico do time sub-20 e que vai comandar a equipe alternativa que permaneceu no Brasil, revelou pedido de Ramón Díaz. No caso, um time agressivo e intenso.

Chegada de Adson ao Vasco e negociação por Cuellar

A necessidade de ainda qualificar o elenco ficou ainda mais evidente durante o jogo amistoso no Uruguai. Principalmente no segundo tempo e o foco em uma posição específica: o primeiro volante. Após o intervalo, Zé Gabriel ainda titular da posição, deixou o campo para dar lugar a Puma Rodríguez. O uruguaio atuou improvisado, já que originalmente é lateral-direito.

Aliás, o grande sonho de consumo da comissão técnica para esta posição é Cuéllar, com quem eles trabalhou no Al-Hilal, da Arábia Saudita. A preferência é tamanha que houve uma paralisação das tratativas por Juan Sforza, do Newell’s Old Boys, que estavam avançadas. Ao ser questionado sobre o jogador colombiano, Emiliano foi sincero e deixou claro que conta com ele no Vasco

“Cuéllar é um jogador de personalidade. Jogador de seleção. Trabalhamos com ele e sabemos o que ele pode dar. Tomara que venha para o Vasco. É um grande profissional, uma pessoa extraordinária, mas não depende de nós”, admitiu o filho de Ramón Díaz.

Por último, o auxiliar destacou a chegada do atacante Adson. Emiliano exaltou a contratação e relembrou o embate que tiveram quando o atleta ainda defendia o Corinthians.

“Estou feliz com ele. A gente o enfrentou com o Corinthians. E sofremos muito. Então achamos que vai ajudar muito o grupo”, finalizou.

O atleta que estava no Nantes, da França, teve imprevistos que atrasaram seu retorno ao Brasil. Ele desembarcará no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (19), e não vai integrar o elenco principal que está realizando a pré-temporada em Punta del Este, no Uruguai.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Jogada10
postado em 19/01/2024 11:04