Supercopa do Brasil

São Paulo vence Palmeiras nos pênaltis e fatura Supercopa pela primeira vez

Calleri e Gómez travam disputa pelo alto na decisão da Supercopa, no Mineirão

Calleri e Gómez travam disputa pelo alto na decisão da Supercopa, no Mineirão -  (crédito: Foto: Staff Images / CBF)
Calleri e Gómez travam disputa pelo alto na decisão da Supercopa, no Mineirão - (crédito: Foto: Staff Images / CBF)
Jogada10
postado em 04/02/2024 18:15

Pela primeira vez em sua história, o São Paulo é campeão da Supercopa do Brasil. Afinal, neste domingo, derrotou o arquirrival Palmeiras por 4 a 2 nos pênaltis após empate sem gols no tempo normal do jogo disputado no Mineirão, diante de mais de 50 mil torcedores. O destaque ficou por conta do goleiro Rafael, que pegou duas cobranças na série decisiva.

Os habituais ingredientes de uma decisão estiveram presentes na partida. Afinal, houve grande tensão de ambos os lados e lances bem disputados e com cartões, o que deixou o jogo dramático.

 

 

Primeiro tempo

A disputa intensa entre os rivais, que se estudaram bastante, marcou a primeira etapa. Mas nenhum dos lados teve o domínio das ações. O Palmeiras teve a chance inicial, logo aos dois minutos, em uma finalização à queima-roupa de Rony, que obrigou Rafael a fazer boa intervenção. Aos 23, o São Paulo revidou em arremate de Nikão, que desviou em Gómez. Mas Weverton realizou ótima defesa. Pouco depois, o Verdão quase voltou a marcar, desta vez com Mayke, que saiu na cara do goleiro em escapada. Entretanto, Rafael, mais uma vez, foi decisivo.

Com maior volume de bola, o time alviverde por pouco não inaugurou o placar aos 28, em cabeceio de Raphael Veiga após cruzamento de Rony. Consistente no setor defensivo, o Tricolor chegou com Luciano, aos 40. O atacante recebeu bom passe de Nikão, mas falhou na tentativa de concluir de primeira.

Segundo tempo

O panorama não mudou tanto no retorno do intervalo. Isso porque tanto palmeirenses quanto são-paulinos lutaram a cada disputa de bola. Galoppo bateu falta buscando o ângulo de Weverton e acertou a trave e a rede pelo lado de fora. A entrada de Ferreira na ponta esquerda também ajudou o São Paulo a viver bom momento na etapa. No fim, Gabriel Menino quase fez um lindo gol que definiria a favor do Verdão. Mas o placar seguiu inalterado até o apito final.

São Paulo 4 a 2 nos pênaltis

Raphael Veiga e Gabriel Menino anotaram para o Palmeiras; Murilo e Piquerez pararam no goleiro Rafael.

Pelo lado são-paulino, Calleri, Galoppo, Pablo Maia e Michel Araújo converteram suas cobranças.

PALMEIRAS 0(2)×(4)0 SÃO PAULO
Decisão da Supercopa Rei do Brasil
Data e hora: 4 de fevereiro de 2024, às 16h (de Brasília)
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Gol:
PALMEIRAS:  Weverton; Marcos Rocha, Murilo e Gustavo Gómez; Mayke (Gabriel Menino, 36’/2ºT), Richard Ríos (Aníbal Moreno, 36’/2ºT), Zé Rafael (Luis Guilherme, 41’/2ºT), Raphael Veiga e Piquerez; Rony e Flaco López (Jhon Jhon, 16’/2ºT). Técnico: Abel Ferreira.
SÃO PAULO: Rafael; Rafinha (João Moreira, 13’/2ºT), Arboleda, Diego Costa e Welington (Erick, 24’/2ºT); Pablo Maia, Alisson, Wellington Rato (Ferreira, 36’/2ºT) e Nikão (Michel Araújo, intervalo); Luciano (Galoppo, 24’/2ºT) e Calleri. Técnico: Thiago Carpini
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (Fifa-SC)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG)
VAR: Wagner Reway (Fifa-ES)
Cartão Amarelo: Zé Rafael, Veiga; López, Marcos Rocha, Luis Guilherme (PAL), Luciano, Pablo Maia, Welington, Erick (SAO)
Cartão Vermelho:

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br