Paulistão-2024

Abel explica mudanças no time titular e revela desejo pessoal no Palmeiras

Palmeiras venceu o Ituano, na Arena Barueri

Palmeiras venceu o Ituano, na Arena Barueri -  (crédito: Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Palmeiras venceu o Ituano, na Arena Barueri - (crédito: Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Jogada10
postado em 09/02/2024 10:27

O Palmeiras venceu o Ituano por 2 a 0 nesta quinta-feira (08), na Arena Barueri, pela sexta rodada do Campeonato Paulista. O Verdão não fez um grande jogo, mas o triunfo foi importante para apagar a memória do vice-campeonato da Supercopa. Contudo, o que chamou a atenção na partida acabou sendo as mudanças de Abel Ferreira no time titular.

Afinal, o treinador português decidiu tirar um atacante e montou um meio de campo com quatro jogadores: Aníbal Moreno, Richard Ríos, Zé Rafael e Raphael Veiga. Se o ataque não tem muitos jogadores em grande fase, Abel explica que o meio tem muitas opções disponíveis no momento.

“É olhar para os jogadores que temos, perceber quem está em melhor forma, perceber quem estava anteriormente e aceitar as opiniões. Uns gostam, outros não gostam. Minha função é escolher o que acho melhores, hoje escolhi esses, amanhã escolherei outros”, disse Abel, que prosseguiu:

“Aníbal, que jogou bem, depois teve um problema no tendão e ainda tem devido ao gramado no Allianz Parque, recuperou bem. Fabinho também entrou bem, o Menino, o Zé Rafael em uma posição um pouco diferente, o Ríos também, o Veiga um bocadinho cansado hoje, mas o meio-campo é um setor onde estamos muito bem servidos e temos muitas opções”.

Abel deseja ser o melhor técnico do Paulistão

Além disso, Abel Ferreira revelou um desejo pessoal durante a coletiva. Campeão em 2022 e 2023, o português não venceu o prêmio de melhor treinador do Paulistão. Nas ocasiões, Rogério Ceni e Thiago Carpini levaram o prêmio. Assim, o técnico revelou que deseja conquistar a honraria nesta edição.

“É o terceiro ou quarto ano que disputo. Tenho um objetivo individual a ver se algum dia consigo ser o melhor treinador nessa competição, já que nunca fui. Mas acho que cada ano que passa a organização está melhor, mas sinceramente acho que tem jogos a mais. As equipes tem bons jogadores, jovens jogadores, bons treinadores. Não há jogos a brincar. É uma competição na qual está o título e vamos fazer o que pudemos para vencer”, finalizou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br