Carnaval 2024

Grêmio faz campanha contra o assédio no Carnaval 2024

Grêmio usará camisa com o número zero em campanha contra o assédio à mulher no Carnaval - Foto: Divulgação Twitter @Gremio

 Grêmio usará camisa com o número zero em campanha contra o assédio à mulher no Carnaval - Foto: Divulgação Twitter @Gremio -  (crédito: Foto: Divulgação Twitter @Gremio)
Grêmio usará camisa com o número zero em campanha contra o assédio à mulher no Carnaval - Foto: Divulgação Twitter @Gremio - (crédito: Foto: Divulgação Twitter @Gremio)
Jogada10
postado em 09/02/2024 21:00

O Grêmio anunciou na sexta-feira (9) o lançamento da campanha “Grêmio pelo Zero Assédio”, voltada para o Carnaval 2024. Esta ação representa o ponto de partida de uma postura que o clube adotará ao longo do ano, visando combater a violência contra a mulher. O volante Villasanti estará em campo neste sábado, enfrentando o São Luiz, às 16 horas, pelo Gauchão, na Arena, com a camisa de número 0, em referência ao nome da campanha. Essa será a primeira vez que um jogador utilizará esse número no futebol brasileiro.

Além disso, a campanha incluirá uma série de vídeos e postagens nas redes sociais do Grêmio, com o objetivo de conscientizar o público sobre o tema.

 

Grêmio quer ir além da conscientização dos torcedores

“Queremos conscientizar não apenas nossa torcida, mas toda a população contra o assédio. Apesar da beleza do Carnaval, sabemos que muitos casos de abuso ocorrem durante o evento, tornando-o uma data ideal para abordarmos esse assunto. Estamos criando um precedente no futebol brasileiro para atrair a atenção para nossa campanha. Este é apenas o começo de uma série de ações que o Grêmio realizará em 2024”, enfatizou Henrique Gutierrez, diretor de marketing do clube.

Reginaldo Diniz, CEO da End to End, empresa parceira do Grêmio na campanha, exaltou a importância da campanha: “Extremamente necessária. Conhecemos a magnitude da torcida do Grêmio e a influência que o clube inegavelmente exerce no cotidiano dessas pessoas. Portanto, uma ação como essa é fundamental para lidar com esse problema que, infelizmente, ainda persiste em nossa sociedade. É um grande orgulho afinal poder contribuir com a instituição nessa luta tão importante.”

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br