Nagelsmann

Nagelsmann revela que pai era espião e cometeu suicídio

Julian Nagelsmann revelou o trsite fim de seu pai em entrevista ao Der Spiegel - Foto: Divulgação/RBLeipzig

Julian Nagelsmann revelou o trsite fim de seu pai em entrevista ao Der Spiegel - Foto: Divulgação/RBLeipzig -  (crédito:  AFP via Getty Images)
Julian Nagelsmann revelou o trsite fim de seu pai em entrevista ao Der Spiegel - Foto: Divulgação/RBLeipzig - (crédito: AFP via Getty Images)
Jogada10
postado em 23/02/2024 21:05

“Não posso dizer mais sobre isso, até porque não sei exatamente o que ele fazia. Tinha 15 ou 16 anos quando ele me contou. De vez em quando, quando íamos para Munique, ele mencionava isso. Falava muito pouco sobre o trabalho, não tinha autorização para fazer isso. E essa é uma das razões pelas quais ele dizia que tudo era demais para ele. Ele não compartilhava suas preocupações e isso o sufocava”, disse.

Nagelsmann afirma que aprendeu lições

Em seguida, Nagelsmann explicou como a morte de seu pai o afetou: “Foi difícil. Ele não deixou uma nota de suicídio, partiu sem explicação. A maneira como ele tirou a própria vida mostrou que era algo claro, que ele queria fazer. Foi terrível para a família, mas me ajudou muito a entender que ele queria morrer e que não queria pedir ajuda. É preciso respeitar essa decisão”.

Dos momentos que passaram juntos, Nagelsmann lembra seu pai como um homem “muito engraçado, que contava muitas piadas”.

“Ele gostava de estar com os amigos, de tocar guitarra e estava sempre cantando. Mas acho que esse fim foi uma combinação da carga de trabalho e de sua condição geral. Antes de morrer, ele já tinha mudado. A pressão da carreira era muito evidente”, concluiu.

LEIA MAIS: Autor do gol do título da Alemanha, Brehme morre aos 63 anos

Vale ressaltar que o pai de Julian Nagelsmann faleceu há 16 anos, quando o treinador alemão, atualmente com 36 anos, tinha apenas 20.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br