Mercado da Bola

Santos pode perder o zagueiro Joaquim para o Bahia na segunda janela de 2024

Joaquim é um pilar do time do Santos desde a sua chegada, no início da última temporada

Joaquim é um pilar do time do Santos desde a sua chegada, no início da última temporada -  (crédito: Foto: Raul Baretta/ Santos FC)
Joaquim é um pilar do time do Santos desde a sua chegada, no início da última temporada - (crédito: Foto: Raul Baretta/ Santos FC)

O Santos corre risco de perder uma peça fundamental do seu time titular já na segunda janela de transferências de 2024. Isso porque o Bahia coloca o zagueiro Joaquim como uma prioridade de contratação para a segunda parte da temporada. A propósito, o Tricolor de Aço estaria disposto a enviar uma oferta de seis milhões de euros (aproximadamente R$ 28 milhões na cotação atual).

O clube nordestino ainda pretende oferecer mais três jogadores para tentar convencer os paulistas a liberarem o jogador. Joaquim, aliás, é um atleta que o Bahia tem interesse desde a última temporada. A informação é do canal de YouTube ‘Bora Bahêa’.

Outra situação que poderia beneficiar um desfecho positivo na transação é a boa relação entre as diretorias dos clubes. Afinal, no começo do ano, elas acertaram a ida do volante Jean Lucas para o Tricolor de Aço.

Santos promete jogo duro para liberar Joaquim

Vale ressaltar que o Santos não deseja negociar o zagueiro em um primeiro momento. No entanto, o Peixe acredita que o jogador será alvo de investida de diversos clubes. Além disso, há um receio que a difícil situação financeira possa forçar a diretoria do Alvinegro Praiano a vendê-lo.

Caso a melhor solução para o clube do litoral de São Paulo seja uma transferência do atleta, Joaquim e seus empresários priorizam uma saída para a Europa. Inclusive, ele recebeu sondagens do Sporting, de Portugal, no começo de 2024. No Brasil, as consultas partiram de Corinthians e Flamengo.

A propósito, o defensor tem contrato com o Santos até dezembro de 2026. Em fevereiro de 2023, o Peixe desembolsou cerca de três milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões na cotação da época) ao Cuiabá por 60% dos direitos econômicos do atleta.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Jogada10
postado em 19/03/2024 13:59