Série A

Federação Italiana investiga as acusações de racismo contra Juan Jesus

Juan Jesus em ação com a camisa do Napoli - Foto: Francesco Pecoraro/Getty Images

Juan Jesus em ação com a camisa do Napoli - Foto: Francesco Pecoraro/Getty Images -  (crédito: Foto: Francesco Pecoraro/Getty Images)
Juan Jesus em ação com a camisa do Napoli - Foto: Francesco Pecoraro/Getty Images - (crédito: Foto: Francesco Pecoraro/Getty Images)
Jogada10
postado em 19/03/2024 20:00

A Federação Italiana de Futebol (FIGC) anunciou nesta terça-feira (19) que abriu uma investigação sobre as acusações de insultos racistas feitas por Francesco Acerbi contra Juan Jesus durante o jogo do último domingo (17), entre Inter de Milão e Napoli. Se o zagueiro acabar sendo considerado culpado, poderá ser suspenso por no mínimo 10 jogos.

“A justiça desportiva considera necessário que o procurador da Federação inicie uma investigação para esclarecer o que ocorreu entre o jogador do Napoli, Juan Jesus, e o da Inter, Francesco Acerbi, em relação a supostas expressões de discriminação racial proferidas por este último”, explicou a FIGC em comunicado, após ter acesso ao relatório do árbitro.

Além disso, a Federação já havia punido Acerbi ao excluí-lo da convocação para a seleção italiana na última segunda-feira (18), depois que o zagueiro conversou com o treinador Luciano Spaletti. No entanto, a FIGC decidiu abrir a investigação e manter o corte do zagueiro da lista de relacionados para esta Data Fifa.

LEIA MAIS: Courtois deixa treino do Real Madrid às lágrimas após nova lesão

Juan Jesus se manifesta após Acerbi afirmar que não foi racista

O brasileiro chegou a declarar em entrevista ao canal ‘DAZN’ depois da partida que “o assunto foi resolvido em campo com o pedido de desculpas de Acerbi”. Mas, a negação dos insultos racistas pelo zagueiro da Inter levou à reabertura do caso.

“Ele mudou sua versão e agora afirma que não houve insulto racista”, disse.

Além disso, Juan Jesus fez uma postagem e afirmou que o italiano mentiu ao dizer que não o ofendeu com insultos de cunho racista. Ao mesmo tempo, relatou com detalhes o que ouviu do jogador da Inter de Milão.

“O racismo tem que ser combatido aqui e agora. Acerbi me disse ‘se mande, negro, você é só um negro’”, revelou Juan Jesus.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br