Daniel Alves

Justiça da Espanha aceita pedido de liberdade de Daniel Alves

Daniel Alves terá de pagar fiança de 1 milhão de euros

Daniel Alves terá de pagar fiança de 1 milhão de euros  -  (crédito: Foto: Reprodução/Instagram)
Daniel Alves terá de pagar fiança de 1 milhão de euros - (crédito: Foto: Reprodução/Instagram)

A Justiça de Barcelona aceitou, nesta quarta-feira (20), o pedido de liberdade do lateral brasileiro Daniel Alves. A decisão foi divulgada nesta manhã e o atleta, para deixar o presídio, terá de pagar fiança de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,4 milhões). O atleta não poderá deixar a Espanha.

Há pouco mais de um mês, Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão pelo crime de agressão sexual. Ele foi acusado de estuprar uma mulher de 24 anos em um banheiro, em uma boate em Barcelona. O crime ocorreu em dezembro de 2022 – dias após a eliminação do Brasil na Copa do Mundo em que Daniel foi um dos nomes importantes do grupo canarinho.

A defesa de Daniel, no entanto, entrou com pedido de liberdade provisória. Entre os argumentos, a advogada Inés Guardiola disse que Daniel está preso desde janeiro de 2023 e, portanto, já cumpriu um quarto da pena. Assim, tem direitos que podem ser cumpridos.

O Ministério Público da Espanha, todavia, alegou que o risco de fuga era grande. Aliás, o MP solicitou aumento da pena.

A decisão, portanto, foi a seguinte: Daniel terá de pagar fiança para deixar a cadeia. Além disso, terá de entregar todos os passaportes. Ele terá ainda de manter 1 quilômetro de distância da residência, local de trabalho ou qualquer local frequentado pela vítima.

Veja a decisão da justiça

Foi determinado ainda que Alves não faça qualquer contato com a vítima, por qualquer meio. Ele ainda terá de comparecer semanalmente ao tribunal e quantas vezes for solicitado.

“O tribunal delibera, por maioria e com voto individual: ‘Acordar a prisão provisória de Daniel Alves, que pode ser evitada mediante o pagamento de uma fiança de 1.000.000 euros e, se o pagamento for verificado, e acordada a sua libertação provisória, ou retirada de ambos os passaportes, espanhol e brasileiro, a proibição de sair do território nacional, e a obrigação de comparecer semanalmente a este Tribunal Provincial, bem como quantas vezes for convocada pela Autoridade Judiciária”, disse a sentença.

A defesa do jogador não informou se ele pagará a fiança para deixar a cadeia.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Jogada10
postado em 20/03/2024 08:42