Futebol feminino

Real Brasília bate Avaí/Kindermann e conquista primeira vitória na temporada

Em duelo válido pela terceira rodada da Série A1 do Campeonato Brasileiro, time do DF derrota rival catarinense, por 1 x 0, e sobe para a oitava colocação na tabela de classificação

Luciana. Real Brasília 1 x 0 Avaí/Kindermann. Brasileirão Feminino de Futebol. Estádio Defelê (DF)

 -  (crédito: Júlio César Silva/Divulgação)
Luciana. Real Brasília 1 x 0 Avaí/Kindermann. Brasileirão Feminino de Futebol. Estádio Defelê (DF) - (crédito: Júlio César Silva/Divulgação)
postado em 23/03/2024 18:32 / atualizado em 23/03/2024 20:14

O Real Brasília venceu o Avaí/ Kindermann, por 1 x 0, neste sábado (23), no Estádio Defelê, em Brasília, em duelo válido pela terceira rodada da Série A1 do Campeonato Brasileiro Feminino de Futebol. As Leoas do Planalto garantiram os três pontos e a primeira vitória do ano. A equipe brasiliense entrou em campo após derrota por 2 x 0 contra a Ferroviária, na terça-feira passada (19), jogo que rendeu polêmica, com uma acusação de assédio sexual por parte da comissão técnica do DF em cima da fisioterapeuta do time paulista.

Além do resultado importante que fez o time candango somar quatro pontos na tabela, o jogo foi marcado por eventos significativos. O duelo registrou o jogo de número 43 para Dida, fazendo a goleira com mais jogos vestindo a camisa do Real Brasília. A autora do gol, Luciana, também afirmou que a vitória não foi só importante para equipe, mas para a vida pessoal dela. "Foram três anos e pouco sem fazer um golzinho. Depois da minha cirurgia, ficou esse jejum. E, na terça-feira, minha filha falou assim para mim: 'Você não fez um gol para mim, você pode fazer?' E eu falei: posso, sim", contou. A veterana faz a quinta temporada pelo time da capital.

Aos 13 minutos, Cami Lopez protagonizou o primeiro lance de perigo da partida. A atacante do Avaí lançou a bola para dentro da área. Brendha recebeu com a marcação brasiliense em cima, mas achou espaço e tocou para Raquel Beatriz. A jogadora vinha de fora da área e o leve toque mandou a bola acabou pela linha de fundo.

Em falta cobrada na entrada da grande área, aos 20 minutos, Lorena Bedoya teve chance de abrir o placar para o Real Brasília. A goleira Maike estava bem posicionada, mas a bola saiu sem desvio. A chuva apertou, dificultando e desacelerando o ritmo do jogo. Pouco depois, a situação complicou para o time da capital. A atacante Lorena Bedoya disputou bola com Raquel Beatriz e sentiu. A jogadora da Seleção Colombiana não conseguiu permanecer em campo e foi retirada de maca.

Apesar da situação inesperada, logo em seguida a equipe de Brasília fez 1 x 0 nas catarinenses. Em escanteio cobrado aos 33 minutos, Vivi Acosta lançou na primeira trave para Luciana cabecear para o gol e abrir o placar para as Leoas do Planalto. A volante está no Real desde 2019, ano de criação da equipe feminina.

Em lance de ataque e contra-ataque, a lateral-esquerda do Avaí, Júlia Cipriani, ex-Real Brasília, cobrou falta perto da grande área, mas a goleira Dida espalmou para cima do travessão. Em seguida, o escanteio foi afastado pela defesa das Leoas e deu oportunidade para a equipe brasiliense devolver. A bola sobrou para Lady Andrade acelerar para o setor ofensivo. Pela esquerda, tocou para Ju Oliveira e a camisa 10 abriu na direita para Gabi Huertas, que finalizou para fora.

A segunda etapa foi de domínio brasiliense. O Real começou com a bola no pé, mas sem lances claros de ofensividade. A partir da metade do tempo final, as Leoas partiram para cima e deram trabalho para a defesa adversária. Aos 26 minutos, a goleira Maike saiu para afastar a bola, mas Lady Andrade chegou antes. Com a goleira fora do gol, a colombiana tocou para Ju Oliveira balançar a rede, mas a arbitragem marcou posição de impedimento.

Após a saída da atacante Lady Andrade, o time de Brasília desacelerou e abriu caminho para as adversárias tentarem o empate. Os 15 minutos finais da partida foram de pressão do time catarinense, mas sem êxito de colocar a bola dentro do gol.

*Estagiária sob a supervisão de Fernando Brito

 

Ficha técnica

Real Brasília

Dida; Maria Dias, Petra Cabrera, Luciana, Vivi Acosta; Keké, Lorena Bedoya (Naiara), G. Huertas; Pitty (Maiara Fraga), Ju Oliveira (Maiara Santos) e Lady Andrade (Baião)

Técnico: Dedê Ramos

Avaí/ Kindermann

Maike; Raquelzinha, Siméia, Júlia Barros, Júlia Cipriani; Kamila, Barbara Timbó (Michele), Raquel Beatriz; Cami López (Belém Ribeiros), Brandha (Joice) e Ramona

Técnica: Carine Bosetti

Gol: Luciana, aos 33min do 1º tempo

Público e renda: não divulgados

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação