Rodolfo Landim

Landim fala novamente da renovação de Gabigol no Flamengo: ‘Não seremos reféns’

Contrato de Gabigol com o Flamengo é válido até o fim deste ano

Contrato de Gabigol com o Flamengo é válido até o fim deste ano -  (crédito: Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)
Contrato de Gabigol com o Flamengo é válido até o fim deste ano - (crédito: Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)
Jogada10
postado em 01/04/2024 20:38

Após entrevista em que deixou claro que ainda não negocia a renovação contratual de Gabigol, o presidente Rodolfo Landim voltou a falar sobre o tema. Em um grupo de WhatsApp, um aliado político do presidente do Flamengo criticou a fala, mas o dirigente deu sua versão.

“Não estamos abrindo mão, só não seremos reféns de um valor qualquer arbitrado por ele, muito acima do mercado que ele tem para renovar. Foi esta a principal razão pela qual não renovamos no passado. E nenhum jogador perderá mais se não tiver o contrato renovado do que ele exatamente por ser um grande ídolo. Perda de imagem que terá e se refletirá por toda a sua vida será brutal, não tenho dúvida disso” disse Landim, segundo revelou o “ge”.

Em outubro do ano passado, aliás,  Gabigol e Flamengo chegaram a um acordo pela renovação até o fim de 2028, restando somente a assinatura. O Rubro-Negro, contudo, voltou atrás na decisão e não firmou o novo vínculo. Pouco tempo depois, em meio às especulações de transferência para o Corinthians, o empresário do camisa 10, Junior Pedroso, afirmou que esperava que a palavra da direção do clube da Gávea fosse cumprida.

Neste momento, além de não ter o futuro definido, Gabigol sequer pode entrar em campo. Na semana passada, o atacante foi suspenso pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Antidopagem (TJD/AD) por tentativa de fraudar um exame antidoping.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br