TRABALHO E ESPORTE

5 ensinamentos do surfe para aplicar na carreira profissional

Veja como o esporte ajuda a desenvolver habilidades fundamentais para o trabalho

Surfe ensina valiosas lições para a gestão de carreira (Imagem: EpicStockMedia | Shutterstock)  -  (crédito: EdiCase)
Surfe ensina valiosas lições para a gestão de carreira (Imagem: EpicStockMedia | Shutterstock) - (crédito: EdiCase)

O primeiro desafio de ondas gigantes da World Surf League em 2024 foi marcado por vitórias brasileiras. Lucas Chumbo, um dos principais nomes do surfe de ondas grandes no mundo, garantiu mais dois troféus de campeão no "TUDOR Nazaré Big Wave Challenge 2023/2024" – o título individual com o maior somatório nas ondas de 30-40 pés e o de equipes na dupla brasileira, formada com o surfista Pedro Scooby.

Para o profissional, essa foi mais uma vitória difícil e histórica para o Brasil no surfe. "Acredito que o resultado desse desafio tem um impacto significativo no desenvolvimento e reconhecimento do surfe brasileiro ao nível internacional. As vitórias ajudam a elevar o surfe brasileiro para o mais alto nível de performance, inspirando não apenas os atletas, mas também o público em geral", afirma.

Segundo ele, durante a prova, Scooby e ele enfrentaram desafios na hora de encontrar as melhores ondas na bateria, especialmente em condições marítimas difíceis. "Nos mantivemos focados e determinados e conseguimos superar esses obstáculos para garantir o troféu", comenta.

Para Lucas Chumbo, a vitória na competição também trouxe alguns aprendizados para a dupla. Confira!

1. Tranquilidade ao lidar com os desafios

O atleta explica que uma das principais técnicas para surfistas de ondas grandes se trata da apneia. "Quando você surfa grandes ondas, é necessário ter uma boa capacidade pulmonar, já que acabamos ficando muito tempo debaixo da água. É importante adquirir essa técnica treinando a expansão do pulmão e também treinando a mente, para que ficar sob pressão não se torne um problema. Um surfista de ondas grandes está em um mar onde se sente vulnerável, não consegue controlar o ambiente, então a única coisa que se pode controlar é a própria mente", afirma. 

2. Confiança no trabalho

O trabalho em equipe exige confiança no parceiro – e, no surfe, essa capacidade é essencial. "Confiar no parceiro não só fortalece o vínculo entre os dois, mas também é um ponto crucial para garantir a segurança durante os momentos críticos", acredita Lucas Chumbo.

3. Mente resiliente

Para o profissional, o surfe de ondas grandes requer não apenas força física, mas também força mental. "Desenvolver uma mente resiliente nos permite enfrentar não apenas as ondas gigantes, mas também os desafios da vida com coragem e determinação", entende.

Tanto no surfe quanto nos negócios é preciso ter equilíbrio entre assumir riscos e ter segurança nas ações (Imagem: eamesBot | Shutterstock)

4. Equilíbrio entre risco e segurança

Assumir riscos é um quesito que todo profissional tem que enfrentar se quiser conquistar o sucesso, e no surfe não é diferente. "Pode não ser uma tarefa fácil, mas precisamos encontrar o equilíbrio certo entre assumir riscos e priorizar a segurança. Tanto no surfe quanto nas decisões diárias que tomamos na vida, saber quando desafiar nossos limites e quando recuar é uma habilidade fundamental. No mar, as condições podem mudar rapidamente. Aprender a aceitar a incerteza e se adaptar às circunstâncias são uma habilidade valiosa tanto na água quanto na vida", diz o atleta.

5. Cultivar a mentalidade de crescimento

De acordo com Lucas Chumbo, cada queda e desafio oferecem uma oportunidade de crescimento e aprendizado. "Precisamos cultivar uma mentalidade de crescimento para que isso nos incentive a buscar constantemente novas habilidades e também nos ajude a superar nossos próprios limites", conclui o surfista.

Por Isabelle Rocha

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

EdiCase
postado em 13/04/2024 10:27 / atualizado em 13/04/2024 10:27