Enem 2020

Aulões gratuitos para o Enem serão transmitidos em parceria com a EBC

Em coletiva, secretário de Educação do DF formalizou parceria que oferece aulas transmitidas em tempo real, com o objetivo de reforçar o aprendizado dos temas que cairão nas provas

Ana Maria da Silva
postado em 12/01/2021 17:24 / atualizado em 12/01/2021 18:12
O secretário de Educação do DF, Leandro Cruz, e o ministro da Educação, Milton Ribeiro, durante o lançamento do projeto Maratona Enem -  (crédito: Carlos Vieira)
O secretário de Educação do DF, Leandro Cruz, e o ministro da Educação, Milton Ribeiro, durante o lançamento do projeto Maratona Enem - (crédito: Carlos Vieira)

O secretário de Educação do Distrito Federal (SEEDF), Leandro Cruz, formalizou, na tarde desta terça-feira (12/1), a parceria com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) para o projeto Maratona Enem, que oferece aulas transmitidas em tempo real, com o objetivo de reforçar o aprendizado dos temas que cairão nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcado para 17 e 24 de janeiro, na versão impressa.

A iniciativa é uma parceria entre o Ministério das Comunicações (MCom) e o Governo do Distrito Federal (GDF), e visa a democratização do acesso a conteúdos cobrados na prova. O projeto será dividido em quatro dias de programa, com aulões gratuitos pela televisão aberta e pelo canal do YouTube, ambos da TV Brasil.

Participaram da coletiva desta terça-feira (12/1) o ministro de Estado das Comunicações, Fábio Faria, o ministro de Estado da Educação Milton Ribeiro, o secretário do Ministério das Comunicações Maximiliano Martinhão, o secretário Especial de Comunicação Social da Presidência da República Fábio Wajngarten, o senador Lucas Barreto e o presidente da EBC, Glen Valente.

Segundo o secretário de Educação do DF, a iniciativa já estava sendo desenvolvida em outras unidades da Federação. A iniciativa começou em 17 de dezembro e teve a adesão dos governos que tiveram interesse no material disponibilizado, como Amazonas, Amapá, Campo Grande (MS), Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Roraima, Sergipe e Tocantins.

“O desafio sempre foi que, durante a pandemia, conseguíssemos nos preparar para possibilitar - dentro das ferramentas possíveis e reais - a capacitação dos nossos estudantes, de tal forma que tenham o melhor ano de 2020, e que consigam enfrentar os desafios, especialmente a 3ª série do ensino médio, com o Enem”, ressalta o secretário. “Com essa iniciativa, a EBC mostra o seu valor social como empresa pública, e o Ministério das Comunicações demonstra o seu compromisso com a educação pública brasileira e com a democratização do acesso à universidade pública”, completa Leandro.

 O secretário de Educação do DF, Leandro Cruz
O secretário de Educação do DF, Leandro Cruz (foto: Carlos Vieira )

Novos projetos

O secretário anunciou, ainda, a possibilidade de a SEEDF criar uma complementação para a educação de nível médio em Brasília. Segundo Leandro, o planejamento inicial é criar uma oportunidade em 2021 para os estudantes que completaram o terceiro ano do ensino médio em 2020 e não conseguiram passar na universidade pública por meio do Enem.

“Aqui em Brasília, nós estamos discutindo com muita profundidade uma espécie de um quarto ano do ensino médio, para fazer um grande vestibular no ano de 2021, voltado aos estudantes que cursaram o 3º ano do ensino médio em 2020 e, porventura, não venham a passar no Enem. Esse é o estudante que mais nos preocupa”, reforça.

"No ano de 2021, pretendemos não abandonar esse estudante que, neste momento, está concluindo o terceiro ano do ensino médio. Pretendemos dar uma oportunidade de nova preparação. Para este ano, o governo do DF, por meio da SEEDF, desenvolveu um extenso programa através do Prepara Enem, que está a disposição de todos os estudantes para, inclusive, rever as aulas que já foram feitas no site da secretaria e através do Educa DF.


Adia Enem

Nas redes sociais, a hashtag #adiaEnem ganhou força nos últimos dias. A União Nacional dos Estudantes (UNE), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), alunos e internautas em geral pedem novo adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e marcaram um twitaço pela causa. Num contexto em que ainda não há vacinação contra a covid-19 no país, a avaliação de entidades estudantis é de que a realização da prova nas datas marcadas poderá gerar riscos à saúde e mortes.

Apesar do movimento, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, afirmou nesta terça-feira (12/1) que o Enem não será novamente adiado. A edição de 2020 da prova foi postergada em razão da pandemia e as provas da versão impressa acabaram remarcadas para 17 e 24 de janeiro, e da versão digital para 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro
O ministro da Educação, Milton Ribeiro (foto: Carlos Vieira)

Prepara Enem

Com quatro horas de aulas, sempre com início às 14h e término às 18h, a Maratona Enem faz parte do projeto #PreparaEnemDF - iniciativa que tem como objetivo preparar os candidatos que prestarão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 e facilitar a vida dos estudantes. Para isso, a SEEDF lançou uma página exclusiva no próprio site, onde toda a comunidade acessa o repositório de vídeos, aulas, provas com gabarito, cartilha de redação e pode conseguir respostas para perguntas frequentes, além de material de apoio.

“Toda a rede recepcionou super bem o projeto. Tanto que alguns professores da rede participaram como voluntários, porque realmente acreditavam que para esse momento é muito importante termos esse tipo de ação”, defende a diretora de Ensino Médio, da SEEDF, Érika Botelho. Durante os aulões, os estudantes recebem dicas, informações e curiosidades sobre cada área e ainda tiram dúvidas ao vivo.

A Maratona Enem segue até 23 de janeiro, mas a previsão é que o projeto mantenha-se no próximo ano. “Em 2021 o projeto continua e iremos divulgar um cronograma posteriormente. Queremos oferecer aos alunos podcasts com professores da rede, divulgação de materiais como mapas mentais, repositório de vídeos, e apoio para estudantes”, acrescenta a diretora de Ensino Médio.

  • Aplicativo de Celular ENEM 2019
    Aplicativo de Celular ENEM 2019 Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil
  •  Leandro Cruz. Lançamento do projeto Maratona ENEM, no Ministério das Comunicações (MCom). Participaram da coletiva o ministro de Estado das Comunicações Fábio Faria, o ministro de Estado da Educação Milton Ribeiro, o secretário do Ministério das Comunicações Maximiliano Martinhão, o secretário Especial de Comunicação Social da Presidência da República Fábio Wajngarten, o senador Lucas Barreto, o presidente da EBC, Glen Valente e o secretário de Educação do Distrito Federal (SEEDF), Leandro Cruz.
    Leandro Cruz. Lançamento do projeto Maratona ENEM, no Ministério das Comunicações (MCom). Participaram da coletiva o ministro de Estado das Comunicações Fábio Faria, o ministro de Estado da Educação Milton Ribeiro, o secretário do Ministério das Comunicações Maximiliano Martinhão, o secretário Especial de Comunicação Social da Presidência da República Fábio Wajngarten, o senador Lucas Barreto, o presidente da EBC, Glen Valente e o secretário de Educação do Distrito Federal (SEEDF), Leandro Cruz. Foto: Carlos Vieira
  • Milton Ribeiro.  Lançamento do projeto Maratona ENEM, no Ministério das Comunicações (MCom). Participaram da coletiva o ministro de Estado das Comunicações Fábio Faria, o ministro de Estado da Educação Milton Ribeiro, o secretário do Ministério das Comunicações Maximiliano Martinhão, o secretário Especial de Comunicação Social da Presidência da República Fábio Wajngarten, o senador Lucas Barreto, o presidente da EBC, Glen Valente e o secretário de Educação do Distrito Federal (SEEDF), Leandro Cruz.
    Milton Ribeiro. Lançamento do projeto Maratona ENEM, no Ministério das Comunicações (MCom). Participaram da coletiva o ministro de Estado das Comunicações Fábio Faria, o ministro de Estado da Educação Milton Ribeiro, o secretário do Ministério das Comunicações Maximiliano Martinhão, o secretário Especial de Comunicação Social da Presidência da República Fábio Wajngarten, o senador Lucas Barreto, o presidente da EBC, Glen Valente e o secretário de Educação do Distrito Federal (SEEDF), Leandro Cruz. Foto: Carlos Vieira
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação