Jogada 10

Dança dos técnicos da Série A: caiu mais um. Veja quem treina o seu time

Redação Jogada10
postado em 13/11/2023 15:38 / atualizado em 17/01/2024 15:13
  • A mudança mais recente aconteceu no Cruzeiro, que luta contra um novo rebaixamento. O comando da Raposa demitiu Zé Ricardo um dia depois de derrota para o Coritiba, na Vila Capanema. Foto: Divulgação/Cruzeiro
    A mudança mais recente aconteceu no Cruzeiro, que luta contra um novo rebaixamento. O comando da Raposa demitiu Zé Ricardo um dia depois de derrota para o Coritiba, na Vila Capanema. Foto: Divulgação/Cruzeiro Foto: Divulgação/Cruzeiro
  • Zé Ricardo ficou dois meses no cargo. No início de seu trabalho, a equipe conseguiu reagir, mas uma sequência posterior de resultados negativos contra São Paulo, Internacional e Coritiba acabou custando seu emprego. Foto: Staff Images/Cruzeiro FlickR
    Zé Ricardo ficou dois meses no cargo. No início de seu trabalho, a equipe conseguiu reagir, mas uma sequência posterior de resultados negativos contra São Paulo, Internacional e Coritiba acabou custando seu emprego. Foto: Staff Images/Cruzeiro FlickR Foto: Staff Images/Cruzeiro FlickR
  • O antecessor de Zé Ricardo no cargo foi o português Pepa. Anunciado em março de 2023, o técnico perdeu o posto em 29 de agosto depois de uma sequência de jogos sem vencer. No total, ele comandou a Raposa em 25 partidas, com sete vitórias, oito empates e dez derrotas, um aproveitamento de 38%. Foto: Divulgação/Cruzeiro
    O antecessor de Zé Ricardo no cargo foi o português Pepa. Anunciado em março de 2023, o técnico perdeu o posto em 29 de agosto depois de uma sequência de jogos sem vencer. No total, ele comandou a Raposa em 25 partidas, com sete vitórias, oito empates e dez derrotas, um aproveitamento de 38%. Foto: Divulgação/Cruzeiro Foto: Foto: Divulgação / Cruzeiro
  • Enquanto a cúpula cruzeirense, liderada por Ronaldo Fenômeno, busca um novo treinador a equipe será dirigida por Fernando Seabra, profissional do sub-20.
    Enquanto a cúpula cruzeirense, liderada por Ronaldo Fenômeno, busca um novo treinador a equipe será dirigida por Fernando Seabra, profissional do sub-20. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
  • O Brasileirão já teve diversas trocas de técnicos. A primeira delas ocorreu no Coritiba com António Oliveira. Ele foi demitido após a derrota para o Flamengo, por 3 a 0, no dia 18 de maio, na rodada inicial do torneio. Foram 17 jogos, com sete vitórias, sete empates e três derrotas no comando, entre dezembro e abril. - Foto: Divulgação/Coritiba
    O Brasileirão já teve diversas trocas de técnicos. A primeira delas ocorreu no Coritiba com António Oliveira. Ele foi demitido após a derrota para o Flamengo, por 3 a 0, no dia 18 de maio, na rodada inicial do torneio. Foram 17 jogos, com sete vitórias, sete empates e três derrotas no comando, entre dezembro e abril. - Foto: Divulgação/Coritiba Foto: Divulgação/Coritiba
  • O escolhido para ser seu sucessor na função foi Antônio Carlos Zago, anunciado pelo clube no dia 22 de março, mas sua passagem durou apenas três meses - 11 jogos e nenhuma vitória. Com esse desempenho, ele deixou o Coxa na lanterna da Série A. Seu desligamento foi oficializado em 27 de junho. Foto:  Divulgação/Coritiba
    O escolhido para ser seu sucessor na função foi Antônio Carlos Zago, anunciado pelo clube no dia 22 de março, mas sua passagem durou apenas três meses - 11 jogos e nenhuma vitória. Com esse desempenho, ele deixou o Coxa na lanterna da Série A. Seu desligamento foi oficializado em 27 de junho. Foto: Divulgação/Coritiba Foto: Divulgação/Coritiba
  • Após a saída de Antônio Carlos Zago, o Coxa anunciou a efetivação em 30 de junho de Thiago Kosloski, que era o técnico da equipe sub-20 Foto: Divulgação/Coritiba
    Após a saída de Antônio Carlos Zago, o Coxa anunciou a efetivação em 30 de junho de Thiago Kosloski, que era o técnico da equipe sub-20 Foto: Divulgação/Coritiba Foto: Divulgação/Coritiba
  • São Paulo (Rogério Ceni Caiu) - O ex-goleiro deixou o clube em 19 de abril, um dia após o Tricolor vencer, sem convencer, o Puerto Cabello, da Venezuela, por 2 a 0, pela Copa Sul-Americana. Ele assumiu em outubro de 2021. Em um ano e seis meses, foram 106 jogos, com 49 vitórias, 28 empates e 29 derrotas. Nenhum título foi conquistado no período. - Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net
    São Paulo (Rogério Ceni Caiu) - O ex-goleiro deixou o clube em 19 de abril, um dia após o Tricolor vencer, sem convencer, o Puerto Cabello, da Venezuela, por 2 a 0, pela Copa Sul-Americana. Ele assumiu em outubro de 2021. Em um ano e seis meses, foram 106 jogos, com 49 vitórias, 28 empates e 29 derrotas. Nenhum título foi conquistado no período. - Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net
  • São Paulo (Dorival Jr chegou) - No dia 20 de abril, o Tricolor paulista anunciou a chegada de Dorival Junior, substituto de Ceni. - Foto: Divulgação/São Paulo
    São Paulo (Dorival Jr chegou) - No dia 20 de abril, o Tricolor paulista anunciou a chegada de Dorival Junior, substituto de Ceni. - Foto: Divulgação/São Paulo Foto: Foto: Divulgação São Paulo
  • Corinthians (Cuca Chegou) - Minutos depois de tirar Lázaro do comando, o clube confirmou o experiente treinador como substituto. - Divulgação Corinthians
    Corinthians (Cuca Chegou) - Minutos depois de tirar Lázaro do comando, o clube confirmou o experiente treinador como substituto. - Divulgação Corinthians Foto: Divulgação Corinthians
  • Corinthians (Cuca caiu) - Mas ele nem esquentou o banco. As fortes críticas por ter sido condenado em um caso de estupro na Suíça, no fim dos anos 1980, fez o técnico pedir demissão em 27 de abril, após o time eliminar o Remo nas penalidades e classificar-se para as oitavas de final da Copa do Brasil. - Foto: Reprodução/ESPN
    Corinthians (Cuca caiu) - Mas ele nem esquentou o banco. As fortes críticas por ter sido condenado em um caso de estupro na Suíça, no fim dos anos 1980, fez o técnico pedir demissão em 27 de abril, após o time eliminar o Remo nas penalidades e classificar-se para as oitavas de final da Copa do Brasil. - Foto: Reprodução/ESPN Foto: Reprodução de TV ESPN
  • Corinthians (Danilo Interino) - O Timão apostou no ex-jogador como interino até anunciar seu novo treinador - Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians
    Corinthians (Danilo Interino) - O Timão apostou no ex-jogador como interino até anunciar seu novo treinador - Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians
  • Corinthians (Chegou Luxa) - O veterano Vanderlei Luxemburgo assumiu o Corinthians pela terceira vez em sua carreira. Inclusive, o treinador comandava a equipe quando foi chamado para assumir a Seleção Brasileira, após a Copa do Mundo de 1998. Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
    Corinthians (Chegou Luxa) - O veterano Vanderlei Luxemburgo assumiu o Corinthians pela terceira vez em sua carreira. Inclusive, o treinador comandava a equipe quando foi chamado para assumir a Seleção Brasileira, após a Copa do Mundo de 1998. Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians
  • Corinthians (Luxa caiu) - Um dia depois de empate com o Fortaleza pelas semifinais da Sul-Americana (27 de setembro), o experiente treinador perdeu o cargo. Foram 38 partidas de Luxemburgo nesta terceira passagem pelo clube, com 14 vitórias, 12 empates, 12 derrotas e aproveitamento de 48% - Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians.
    Corinthians (Luxa caiu) - Um dia depois de empate com o Fortaleza pelas semifinais da Sul-Americana (27 de setembro), o experiente treinador perdeu o cargo. Foram 38 partidas de Luxemburgo nesta terceira passagem pelo clube, com 14 vitórias, 12 empates, 12 derrotas e aproveitamento de 48% - Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians. Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
  • Corinthians (Mano chegou) - Para o lugar de Luxemburgo, o Corinthians contratou outro
    Corinthians (Mano chegou) - Para o lugar de Luxemburgo, o Corinthians contratou outro "velho conhecido" do torcedor alvinegro: Mano Menezes, que já havia trabalhado no clube entre 2008 e 2010 e também em 2014. Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians. Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
  • Cuiabá (Ivo Vieira caiu) - Anunciado em dezembro de 2022, Ivo Vieira foi apresentado em janeiro e sagrou-se campeão matogrossense. No entanto, o time parou nas semifinais da Copa Verde e começou mal no Brasileiro, o que provocou sua demissão em 10 de maio. O português comandou o Dourado em 24 partidas, com 16 vitórias, três empates e cinco derrotas - Foto: Asscom Dourado
    Cuiabá (Ivo Vieira caiu) - Anunciado em dezembro de 2022, Ivo Vieira foi apresentado em janeiro e sagrou-se campeão matogrossense. No entanto, o time parou nas semifinais da Copa Verde e começou mal no Brasileiro, o que provocou sua demissão em 10 de maio. O português comandou o Dourado em 24 partidas, com 16 vitórias, três empates e cinco derrotas - Foto: Asscom Dourado Foto: Asscom Dourado
  • Cuiabá (António Oliveira chegou) - No dia 16 de maio, o Cuiabá anunciou a contratação de António Oliveira, o mesmo que tinha sido demitido do Coritiba após a primeira rodada. Foto: Divulgação Cuiabá
    Cuiabá (António Oliveira chegou) - No dia 16 de maio, o Cuiabá anunciou a contratação de António Oliveira, o mesmo que tinha sido demitido do Coritiba após a primeira rodada. Foto: Divulgação Cuiabá Foto: Divulgação Cuiabá
  • Atlético-MG (Eduardo Coudet caiu) - Anunciado pelo Galo em novembro de 2022, o argentino foi campeão mineiro. Porém, durante o Campeonato Brasileiro o relacionamento conturbado com a diretoria levou as partes a um acordo para ruptura do contrato no dia 11 de junho - Foto: Pedro Souza/Atlético-MG
    Atlético-MG (Eduardo Coudet caiu) - Anunciado pelo Galo em novembro de 2022, o argentino foi campeão mineiro. Porém, durante o Campeonato Brasileiro o relacionamento conturbado com a diretoria levou as partes a um acordo para ruptura do contrato no dia 11 de junho - Foto: Pedro Souza/Atlético-MG Foto: Foto: Pedro Souza/Atlético-MG
  • Athletico-PR (Paulo Turra caiu) - Assim que Felipão anunciou sua ida para o Galo, o Athletico demitiu Paulo Turra, seu fiel escudeiro. Após seis anos como auxiliar de Luiz Felipe Scolari, ele tinha assumido a equipe com a aposentadoria do técnico pentacampeão mundial. Turra foi oficializado como treinador principal do Furacão em dezembro de 2022. Sagrou-se campeão paranaense, mas acabou dispensado mesmo com excelentes números - Foto: Jose Tramontim / Athletico
    Athletico-PR (Paulo Turra caiu) - Assim que Felipão anunciou sua ida para o Galo, o Athletico demitiu Paulo Turra, seu fiel escudeiro. Após seis anos como auxiliar de Luiz Felipe Scolari, ele tinha assumido a equipe com a aposentadoria do técnico pentacampeão mundial. Turra foi oficializado como treinador principal do Furacão em dezembro de 2022. Sagrou-se campeão paranaense, mas acabou dispensado mesmo com excelentes números - Foto: Jose Tramontim / Athletico Foto: Jose Tramontim / Athletico
  • Goiás (Emerson Ávila, interino, saiu) -  O Goiás,  após a demissão de Guto Ferreira ainda antes do Brasileirão, promoveu a efetivação de Emerson Ávila, treinador da comissão permanente do clube no início da competição. - Foto: Divulgação/Goiás
    Goiás (Emerson Ávila, interino, saiu) - O Goiás, após a demissão de Guto Ferreira ainda antes do Brasileirão, promoveu a efetivação de Emerson Ávila, treinador da comissão permanente do clube no início da competição. - Foto: Divulgação/Goiás Foto: Divulgação Goiás
  • Goiás (Armando Evangelista, chegou) - No dia 9 de junho, o clube esmeraldino fechou com o treinador português Armando Evangelista, que havia feito excelente trabalho no comando do Arouca-POR. Nas primeiras rodadas do Brasileiro, o time ficou sob o comando do interino Emerson Ávila, auxiliar na comissão permanente do clube. Foto: Divulgação Arouca FC
    Goiás (Armando Evangelista, chegou) - No dia 9 de junho, o clube esmeraldino fechou com o treinador português Armando Evangelista, que havia feito excelente trabalho no comando do Arouca-POR. Nas primeiras rodadas do Brasileiro, o time ficou sob o comando do interino Emerson Ávila, auxiliar na comissão permanente do clube. Foto: Divulgação Arouca FC Foto: Divulgação Arouca FC
  • Vasco (Barbieri caiu) - O treinador foi demitido do cruz-maltino depois de derrota para o Goiás, em 23 de junho. Ex-Red Bull Bragantino, ele foi anunciado pelo clube carioca em dezembro de 2022 e fez sua estreia em janeiro, quando o time perdeu para o River Plate em amistoso na Flórida. Acumulou eliminação precoce na segunda fase da Copa do Brasil e foi apenas semifinalista do estadual. No Brasileirão, com o time em penúltimo, perdeu o cargo - Foto: Daniel Ramalho/Vasco
    Vasco (Barbieri caiu) - O treinador foi demitido do cruz-maltino depois de derrota para o Goiás, em 23 de junho. Ex-Red Bull Bragantino, ele foi anunciado pelo clube carioca em dezembro de 2022 e fez sua estreia em janeiro, quando o time perdeu para o River Plate em amistoso na Flórida. Acumulou eliminação precoce na segunda fase da Copa do Brasil e foi apenas semifinalista do estadual. No Brasileirão, com o time em penúltimo, perdeu o cargo - Foto: Daniel Ramalho/Vasco Foto: Foto: Daniel Ramalho/Vasco
  • Vasco (Ramón Díaz chegou) - Com a saída de Maurício Barbieri, William Batista assumiu interinamente por três jogos. Depois de duas semanas sem um treinador, o Vasco anunciou a chegada do argentino Ramón Díaz, em 15 de julho. Ele comandou o Al Hilal, da Arábia Saudita, até maio deste ano, e estava sem clube quando foi procurado pelo Vasco. Foto: Divulgação/Vasco
    Vasco (Ramón Díaz chegou) - Com a saída de Maurício Barbieri, William Batista assumiu interinamente por três jogos. Depois de duas semanas sem um treinador, o Vasco anunciou a chegada do argentino Ramón Díaz, em 15 de julho. Ele comandou o Al Hilal, da Arábia Saudita, até maio deste ano, e estava sem clube quando foi procurado pelo Vasco. Foto: Divulgação/Vasco Foto: Divulgação/Vasco
  • Internacional (Mano Menezes caiu) - Após parecer que tinha conseguido uma estabilidade na temporada com o Colorado, Mano Menezes deixou o comando do time em 17 de julho, um dia após empatar com o Palmeiras no Brasileirão. Ele estava na equipe desde abril de 2022, ano que foi vice-campeão nacional. Foto: Ricardo Duarte / Sport Club Internacional
    Internacional (Mano Menezes caiu) - Após parecer que tinha conseguido uma estabilidade na temporada com o Colorado, Mano Menezes deixou o comando do time em 17 de julho, um dia após empatar com o Palmeiras no Brasileirão. Ele estava na equipe desde abril de 2022, ano que foi vice-campeão nacional. Foto: Ricardo Duarte / Sport Club Internacional Foto: Ricardo Duarte / Sport Club Internacional
  • Internacional (Coudet chegou) - Rapidamente, o clube gaúcho se mexeu e concretizou o retorno de Eduardo Coudet depois de três anos e uma saída conturbada. O argentino deixou o Atlético-MG durante o Brasileiro e assinou com o Inter até o final da temporada. Ele levou o time para as semifinais da Libertadores, fase em que enfrentará o Fluminense. Foto: Divulgação / Internacional
    Internacional (Coudet chegou) - Rapidamente, o clube gaúcho se mexeu e concretizou o retorno de Eduardo Coudet depois de três anos e uma saída conturbada. O argentino deixou o Atlético-MG durante o Brasileiro e assinou com o Inter até o final da temporada. Ele levou o time para as semifinais da Libertadores, fase em que enfrentará o Fluminense. Foto: Divulgação / Internacional Foto: Divulgação / Internacional
  • Santos (Odair Hellmann) - O treinador foi o primeiro de três que acabariam deixando o Peixe no transcorrer deste Campeonato Brasileiro. No dia 22 de junho, ele foi demitido após a derrota em casa para o Corinthians. O catarinense chegou ao clube em novembro de 2022. Sua estreia ocorreu no Paulistão-2023 em que o time da Vila Belmiro foi eliminado ainda na fase de grupos. Depois de vários insucessos e torcida fazendo quebra-quebra, ele caiu. Foto: Raul Baretta / Santos FC
    Santos (Odair Hellmann) - O treinador foi o primeiro de três que acabariam deixando o Peixe no transcorrer deste Campeonato Brasileiro. No dia 22 de junho, ele foi demitido após a derrota em casa para o Corinthians. O catarinense chegou ao clube em novembro de 2022. Sua estreia ocorreu no Paulistão-2023 em que o time da Vila Belmiro foi eliminado ainda na fase de grupos. Depois de vários insucessos e torcida fazendo quebra-quebra, ele caiu. Foto: Raul Baretta / Santos FC Foto: Raul Baretta / Santos FC
  • Santos (Paulo Turra chegou) - O ex-auxiliar de Felipão foi anunciado pelo Peixe no dia seguinte à demissão de Hellmann  Foto: Raul Baretta/ Santos FC.
    Santos (Paulo Turra chegou) - O ex-auxiliar de Felipão foi anunciado pelo Peixe no dia seguinte à demissão de Hellmann Foto: Raul Baretta/ Santos FC. Foto: Raul Baretta/ Santos FC.
  • Santos (Paulo Turra caiu) - O gaúcho durou apenas sete partidas no comando alvinegro. Na oitava troca de comando da gestão Rueda, ele foi o segundo demitido do Peixe durante o Brasileirão. Foto: Raul Baretta/ Santos FC.
    Santos (Paulo Turra caiu) - O gaúcho durou apenas sete partidas no comando alvinegro. Na oitava troca de comando da gestão Rueda, ele foi o segundo demitido do Peixe durante o Brasileirão. Foto: Raul Baretta/ Santos FC. Foto: Raul Baretta/ Santos FC.
  • Santos (Diego Aguirre chegou) - No dia 6 de agosto, o Peixe anunciou o uruguaio, vice-campeão da Libertadores de 2011 com o Peñarol, como seu novo treinador. Foto: Raul Baretta/ Santos FC..
    Santos (Diego Aguirre chegou) - No dia 6 de agosto, o Peixe anunciou o uruguaio, vice-campeão da Libertadores de 2011 com o Peñarol, como seu novo treinador. Foto: Raul Baretta/ Santos FC.. Foto: Raul Baretta/ Santos FC.
  • Santos (Diego Aguirre caiu) - A passagem do uruguaio pelo Peixe foi relâmpago. Ele não resistiu a derrota para o Cruzeiro na Vila Belmiro no dia 15 de setembro e deixou o clube com apenas cinco partidas disputadas (quatro derrotas e só uma vitória). - Raul Baretta/Santos FC.
    Santos (Diego Aguirre caiu) - A passagem do uruguaio pelo Peixe foi relâmpago. Ele não resistiu a derrota para o Cruzeiro na Vila Belmiro no dia 15 de setembro e deixou o clube com apenas cinco partidas disputadas (quatro derrotas e só uma vitória). - Raul Baretta/Santos FC. Foto: Raul Baretta/Santos FC.
  • Santos (Marcelo Fernandes efetivado) - O membro da comissão fixa do Peixe ficou duas partidas como interino. Com duas vitórias (Bahia e Vasco), foi oficializado no cargo no dia 1º de outubro. - Foto: Raul Baretta/ Santos FC.
    Santos (Marcelo Fernandes efetivado) - O membro da comissão fixa do Peixe ficou duas partidas como interino. Com duas vitórias (Bahia e Vasco), foi oficializado no cargo no dia 1º de outubro. - Foto: Raul Baretta/ Santos FC. Foto: Ivan Storti/Santos FC
  • Botafogo (Luis Castro pede demissão) - Com o Glorioso disparado na liderança da competição, o português deixou o cargo seduzido por proposta nababesca do Al-Nassr, clube saudita onde atua Cristiano Ronaldo - Foto: Reprodução/Botafogo TV
    Botafogo (Luis Castro pede demissão) - Com o Glorioso disparado na liderança da competição, o português deixou o cargo seduzido por proposta nababesca do Al-Nassr, clube saudita onde atua Cristiano Ronaldo - Foto: Reprodução/Botafogo TV Foto: Reprodução/Botafogo TV
  • Botafogo (Bruno Lage chegou) - Para a vaga de Luis Castro, o dono do Botafogo, John Textor, escolheu outro português. Foto: Reprodução/BotafogoTV.
    Botafogo (Bruno Lage chegou) - Para a vaga de Luis Castro, o dono do Botafogo, John Textor, escolheu outro português. Foto: Reprodução/BotafogoTV. Foto: Reprodução/BotafogoTV
  • Botafogo (Bruno Lage caiu) - Após empate em casa com o Goiás (1 a 1), Lage perdeu o emprego. O treinador deixou o gramado do Nilton Santos sob gritos de
    Botafogo (Bruno Lage caiu) - Após empate em casa com o Goiás (1 a 1), Lage perdeu o emprego. O treinador deixou o gramado do Nilton Santos sob gritos de "burro" das arquibancadas por ter colocado o artilheiro Tiquinho Soares no banco de reservas. - Foto: Divulgação Arthur Barreto - BF Foto: Vitor Silva/Botafogo
  • Botafogo (Lúcio Flávio interino) - O membro da comissão fixa assumiu a equipe sem prazo definido em primeiro momento - Foto: Vítor Silva/Botafogo
    Botafogo (Lúcio Flávio interino) - O membro da comissão fixa assumiu a equipe sem prazo definido em primeiro momento - Foto: Vítor Silva/Botafogo Foto: Vítor Silva/Botafogo
  • Botafogo (Tiago Nunes acertado) - Com a péssima campanha no segundo turno, correndo sério risco de deixar a conquista do Brasileiro escapar, Textor decidiu encerrar a interinidade de Lúcio Flávio para firmar acordo com o ex-treinador de Athletico-PR e Corinthians. Foto: Lucas Uebel/Grêmio.
    Botafogo (Tiago Nunes acertado) - Com a péssima campanha no segundo turno, correndo sério risco de deixar a conquista do Brasileiro escapar, Textor decidiu encerrar a interinidade de Lúcio Flávio para firmar acordo com o ex-treinador de Athletico-PR e Corinthians. Foto: Lucas Uebel/Grêmio. Foto: Lucas Uebel/Grêmio
  • América-MG (Vagner Mancini caiu) - O treinador não resistiu ao revés para o Bahia, no dia 6 de agosto e foi demitido. Ele estava no Coelho desde abril de 2022 e em sua segunda passagem somou 97 partidas, com 37 vitórias, 11 empates e 35 derrotas. Foto:  Estevão Germano/América
    América-MG (Vagner Mancini caiu) - O treinador não resistiu ao revés para o Bahia, no dia 6 de agosto e foi demitido. Ele estava no Coelho desde abril de 2022 e em sua segunda passagem somou 97 partidas, com 37 vitórias, 11 empates e 35 derrotas. Foto: Estevão Germano/América Foto: Estevão Germano / América
  • América-MG (Fabián Bustos chegou) -Para substituí-lo, a equipe mineira buscou o argentino Fabián Bustos que dirigiu o Santos em 2022 e estava sem clube após deixar o Barcelona, do Equador. Ele assumiu  o Coelho com a difícil missão de evitar o rebaixamento. Foto: Divulgação/América MG
    América-MG (Fabián Bustos chegou) -Para substituí-lo, a equipe mineira buscou o argentino Fabián Bustos que dirigiu o Santos em 2022 e estava sem clube após deixar o Barcelona, do Equador. Ele assumiu o Coelho com a difícil missão de evitar o rebaixamento. Foto: Divulgação/América MG Foto: Divulgação/América MG
  • América-MG (Fabián Bustos caiu) - O treinador argentino perdeu o cargo depois que o Coelho foi rebaixado precocemente, ainda na 33ª rodada. Ele trabalhou em 18 partidas, com cerca de 20% de aproveitamento. Foto: Mourão Panda/América.
    América-MG (Fabián Bustos caiu) - O treinador argentino perdeu o cargo depois que o Coelho foi rebaixado precocemente, ainda na 33ª rodada. Ele trabalhou em 18 partidas, com cerca de 20% de aproveitamento. Foto: Mourão Panda/América. Foto: Mourão Panda/América
  • América-MG (Diogo Giacomini assume interinamente) - Auxiliar técnico fixo no clube, Giacomini foi designado para comandar o Coelho na reta final do Brasileiro. Foto: Mourão Panda/América.
    América-MG (Diogo Giacomini assume interinamente) - Auxiliar técnico fixo no clube, Giacomini foi designado para comandar o Coelho na reta final do Brasileiro. Foto: Mourão Panda/América. Foto: Mourão Panda/América
  • Bahia (Renato Paixa pediu demissão) - O português surpreendeu ao decidir deixar o clube no dia 7 de setembro. Em seu comunicado oficial, o treinador fez um desabafo diante de relação conturbada com parte da imprensa e torcida organizada:
    Bahia (Renato Paixa pediu demissão) - O português surpreendeu ao decidir deixar o clube no dia 7 de setembro. Em seu comunicado oficial, o treinador fez um desabafo diante de relação conturbada com parte da imprensa e torcida organizada: "O Bahia é um clube apaixonante, de uma torcida gigante e acalorada. Mas que também passa do ponto como qualquer outra", disse Paiva em trecho da nota. Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia. Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia
  • Bahia (Rogério Ceni chegou) - Para o lugar de Renato Paixa, o Tricolor baiano contratou o ex-comandante e ídolo do São Paulo no dia 9 de setembro. O ex-goleiro tem a missão de tirar o clube da parte inferior da tabela. Foto: Divulgação/Bahia.
    Bahia (Rogério Ceni chegou) - Para o lugar de Renato Paixa, o Tricolor baiano contratou o ex-comandante e ídolo do São Paulo no dia 9 de setembro. O ex-goleiro tem a missão de tirar o clube da parte inferior da tabela. Foto: Divulgação/Bahia. Foto: Divulgação/Bahia
  • Flamengo (Jorge Sampaoli caiu) - A perda do título da Copa do Brasil acabou sendo a pá de cal na passagem do argentino pelo Rubro-Negro. O peculiar treinador trabalhou em 39 jogos e usou 39 escalações diferentes - 20 vitórias, 11 empates e oito derrotas. - Foto: Gilvan de Souza/CRF
    Flamengo (Jorge Sampaoli caiu) - A perda do título da Copa do Brasil acabou sendo a pá de cal na passagem do argentino pelo Rubro-Negro. O peculiar treinador trabalhou em 39 jogos e usou 39 escalações diferentes - 20 vitórias, 11 empates e oito derrotas. - Foto: Gilvan de Souza/CRF Foto: Gilvan de Souza/CRF
  • Flamengo (Mário Jorge interino) - O treinador do sub-20 assumiu o comando provisório do Rubro-Negro em seguida à queda de Sampaoli. - Gilvan de Souza/CRF
    Flamengo (Mário Jorge interino) - O treinador do sub-20 assumiu o comando provisório do Rubro-Negro em seguida à queda de Sampaoli. - Gilvan de Souza/CRF Foto: Gilvan de Souza/CRF
  • Flamengo (Tite fechado) - O treinador da Seleção Brasileira nas duas últimas Copas do Mundo recuou da ideia de assumir um clube apenas em 2024 e topou o desafio do Rubro-Negro para assumir o novo desafio ainda na reta final do Campeonato Brasileiro. - Foto: Lucas Figueiredo/CBF
    Flamengo (Tite fechado) - O treinador da Seleção Brasileira nas duas últimas Copas do Mundo recuou da ideia de assumir um clube apenas em 2024 e topou o desafio do Rubro-Negro para assumir o novo desafio ainda na reta final do Campeonato Brasileiro. - Foto: Lucas Figueiredo/CBF Foto: Lucas Figueiredo/CBF
  • Agora confira os cinco times que seguem com o mesmo treinador no comando desde a primeira rodada. Até quando? Com um detalhe: Em 2022, ocorreram 32 trocas de treinadores. Em 2023 estes números serão superados? - Foto: Montagem Jogada10/fotos de divulgação
    Agora confira os cinco times que seguem com o mesmo treinador no comando desde a primeira rodada. Até quando? Com um detalhe: Em 2022, ocorreram 32 trocas de treinadores. Em 2023 estes números serão superados? - Foto: Montagem Jogada10/fotos de divulgação Foto: Montagem Jogada10 em fotos de divulgação
  • Fluminense (Fernando Diniz) - Um dos trabalhos mais sólidos entre os técnicos da Série A do Brasileiro, acabou por conduzir o clube ao inédito título da Libertadores. Está em sua segunda passagem pelo Tricolor. Anunciado no fim de abril de 2022 após a saída da Abel Braga, faturou no Cariocão-2023 naquele que foi sua primeira conquista de expressão, superada depois pela continental. Em paralelo, assumiu como treinador interino da Seleção Brasileira até 2023, quando Carlo Ancelotti deve assumir. A
    Fluminense (Fernando Diniz) - Um dos trabalhos mais sólidos entre os técnicos da Série A do Brasileiro, acabou por conduzir o clube ao inédito título da Libertadores. Está em sua segunda passagem pelo Tricolor. Anunciado no fim de abril de 2022 após a saída da Abel Braga, faturou no Cariocão-2023 naquele que foi sua primeira conquista de expressão, superada depois pela continental. Em paralelo, assumiu como treinador interino da Seleção Brasileira até 2023, quando Carlo Ancelotti deve assumir. A Foto: Mailson Santana/FFC
  • Fortaleza (Juan Pablo Vojvoda) - Um dos trabalhos mais longevos da Série A. Foi anunciado pelo Leão do Pici em maio de 2021. De lá pra cá, faturou um tricampeonato cearense, além de uma Copa do Nordeste. Também levou o Fortaleza à sua primeira participação na Copa Libertadores, em 2022, e ao vice-campeonato da Copa Sul-Americana - Foto: Mateus Lotif/FEC
    Fortaleza (Juan Pablo Vojvoda) - Um dos trabalhos mais longevos da Série A. Foi anunciado pelo Leão do Pici em maio de 2021. De lá pra cá, faturou um tricampeonato cearense, além de uma Copa do Nordeste. Também levou o Fortaleza à sua primeira participação na Copa Libertadores, em 2022, e ao vice-campeonato da Copa Sul-Americana - Foto: Mateus Lotif/FEC Foto: Mateus Lotif / FEC
  • Grêmio (Renato Gaúcho) - Maior ídolo da história do clube, iniciou em setembro de 2022 sua quarta passagem como treinador pelo Imortal. Com títulos a cada ano, já faturou a Recopa Gaúcha e o Estadual na atual temporada - Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA
    Grêmio (Renato Gaúcho) - Maior ídolo da história do clube, iniciou em setembro de 2022 sua quarta passagem como treinador pelo Imortal. Com títulos a cada ano, já faturou a Recopa Gaúcha e o Estadual na atual temporada - Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA
  • Palmeiras (Abel Ferreira) - Considerado, merecidamente, o melhor treinador em atividade no país. Também é o técnico mais longevo em atividade entre os clubes do Brasileirão. Ele dirige o Verdão desde outubro de 2020. Com trajetória bastante vitoriosa e enfileirando títulos, persegue o Botafogo na busca do bicampeonato nacional - Foto: Cesar Greco / Palmeiras
    Palmeiras (Abel Ferreira) - Considerado, merecidamente, o melhor treinador em atividade no país. Também é o técnico mais longevo em atividade entre os clubes do Brasileirão. Ele dirige o Verdão desde outubro de 2020. Com trajetória bastante vitoriosa e enfileirando títulos, persegue o Botafogo na busca do bicampeonato nacional - Foto: Cesar Greco / Palmeiras Foto: Foto: Cesar Greco / Palmeiras
  • Red Bull Bragantino (Pedro Caixinha) - O último português da lista. Anunciado em dezembro do ano passado, fez sua estreia com vitória sobre o Corinthians na primeira rodada do Paulistão-2023. Também foi semifinalista do Estadual e vem fazendo excelente Brasileiro, com o time nos primeiros lugares - Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino
    Red Bull Bragantino (Pedro Caixinha) - O último português da lista. Anunciado em dezembro do ano passado, fez sua estreia com vitória sobre o Corinthians na primeira rodada do Paulistão-2023. Também foi semifinalista do Estadual e vem fazendo excelente Brasileiro, com o time nos primeiros lugares - Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino Foto: Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino
  • Foto:

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

-->