Alemanha

Membros do Conselho de Segurança pedem explicação à Rússia por caso Navalny

A carta foi remetida na véspera ao Conselho de Segurança, na véspera de Moscou assumir a presidência do grupo no mês de outubro

Agência France-Presse
postado em 01/10/2020 20:57
 (crédito: MLADEN ANTONOV / AFP)
(crédito: MLADEN ANTONOV / AFP)

Cinco membros europeus do Conselho de Segurança das Nações Unidas pediram em uma carta explicações à Rússia sobre o envenenamento do opositor Alexei Navalny, que segundo eles, implica "uma ameaça à paz e à segurança internacional".

A carta, divulgada nesta quinta-feira (1º), foi remetida na véspera ao Conselho de Segurança, na véspera de Moscou assumir a presidência do grupo no mês de outubro.

"Reclamamos à Rússia a divulgação de forma urgente, completa e transparente das circunstâncias deste ataque e que informe o Conselho de Segurança a respeito", destacam Alemanha, Reino Unido, Bélgica, Estônia e França na carta.

Eles lembram que em 22 de novembro de 2019, o Conselho adotou uma declaração "reafirmando que toda utilização de armas químicas em qualquer parte, em qualquer momento e sob qualquer circunstância, é inaceitável e constitui uma ameaça à paz e à segurança internacional".

"Consideramos que a utilização de um agente neurotóxico do grupo Novichok no repugnante envenenamento do Sr. Alexei Navalny constitui uma ameaça à paz e à segurança internacional", reitera.

Consultado pela mídia sobre esta carta, o embaixador russo na ONU, Vassily Nebenzia, pediu a cooperação dos europeus. "Ao invés de escrever cartas (...), alguns deles deveriam cooperar com as autoridades russas", disse.

"Já fizemos três solicitações de assistência jurídica a Alemanha e uma à França. Não recebemos resposta. Estamos dizendo uma coisa simples: se tem fatos, apresente-os", afirmou.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação