Eleições

Biden, negativo em teste para covid, retoma sua campanha para a Casa Branca

Biden apresenta uma vantagem sobre Trump em 7,2 pontos percentuais nas intenções de voto em todo o país

Agência France-Presse
postado em 02/10/2020 16:24
 (crédito: Alex Wong/AFP)
(crédito: Alex Wong/AFP)

O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, testou negativo para a covid-19 e retomou sua campanha presidencial nesta sexta-feira (2), três dias depois do debate com o oponente, o presidente Donald Trump, que foi diagnosticado com o vírus.

O ex-vice-presidente de Barack Obama, de 77 anos, decidiu manter uma viagem programada à Michigan, um estado considerado chave para a disputa à presidência. O diagnóstico positivo de Trump, de 74 anos, realizado depois que sua assessora Hope Hicks apresentou sintomas, abala a corrida presidencial a um mês das eleições, em 3 de novembro.

Biden apresenta uma vantagem sobre Trump em 7,2 pontos percentuais nas intenções de voto em todo o país, segundo pesquisa realizada pelo RealClearPolitics. Nesta sexta-feira, o ex-vice-presidente deve visitar Grand Rapids, uma cidade em Michigan onde Trump venceu em 2016, informou sua equipe de campanha.

O médico de Biden, Kevin O'Connor, disse que o candidato e sua esposa Jill foram submetidos a testes de PCR para o novo coronavírus nesta sexta-feira "e não foi detectado a covid-19". "Tenho o prazer de informar que Jill e eu testamos negativo para a covid-19", anunciou Biden. "Espero que sirva de lembrete: usem máscara, mantenham o distanciamento social e lavem as mãos", acrescentou.

Antes, Biden havia desejado ao seu adversário e a também infectada primeira-dama, Melania Trump, uma "recuperação rápida". "Continuaremos orando pela saúde e segurança do presidente e de sua família", escreveu ele no Twitter em uma mensagem em seu nome e em nome de sua esposa.

Os Trumps e os Bidens estiveram juntos na última terça-feira em Cleveland, Ohio, para o primeiro debate entre os três agendados até as eleições. Na ocasião, o presidente voltou a zombar, como costuma fazer, dos cuidados do seu oponente com o novo coronavírus.

"Não uso máscaras como ele", disse Trump sobre Biden. "Toda vez que você o vê, ele está com uma máscara. Ele poderia estar falando a 200 pés de distância (cerca de 60 metros) e ele aparece com a maior máscara que eu já vi", afirmou o republicano.

"As máscaras fazem uma grande diferença", ressaltou Biden, lembrando que o diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), Robert Redfield, as recomenda fortemente.

Na noite do debate nenhum dos dois usava máscara, mas foram posicionados no palco de uma forma que respeitava o distanciamento físico. Todos na sala tinham testado negativo. Os parentes de Trump chegaram mascarados, como os de Biden, mas retiraram as máscaras, relatou o moderador do evento, Chris Wallace, nesta sexta.

Uma pessoa infectada com a covid-19 pode demorar vários dias para testar positivo. Geralmente, começa a contaminar outros dois dias antes do aparecimento dos sintomas. Com mais de 207.000 mortes e 7,2 milhões de casos, os Estados Unidos são o país mais afetado no mundo pelo novo coronavírus, declarado pandemia global em março.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação