Barbárie

Três pessoas morrem e várias ficam feridas em ataque com faca na França

O ataque aconteceu perto da basílica Notre-Dame, no centro da cidade de Nice

Agência France-Presse
postado em 29/10/2020 06:35 / atualizado em 29/10/2020 07:13
 (crédito: Valery HACHE / AFP)
(crédito: Valery HACHE / AFP)

Três pessoas morreram, uma delas degolada, e várias ficaram feridas nesta quinta-feira (29/10) em um ataque com uma faca perto de uma igreja na cidade francesa de Nice e o agressor foi detido, informaram fontes governamentais e da polícia.

A unidade antiterrorista do Ministério Público francês abriu uma investigação sobre o ataque.

O crime aconteceu às 9h locais (5h de Brasília) perto da basílica Notre-Dame, no centro desta cidade da Riviera Francesa.

O ataque aconteceu menos de duas semanas depois do assassinato por decapitação de um professor em Conflans-Sainte-Honorine, uma pequena localidade de 35.000 habitantes a 50 quilômetros de Paris, por ter exibido em uma aula charges do profeta Maomé.

O ministro do Interior, Gérald Darmanin, anunciou no Twitter uma "reunião de crise" com a participação do presidente Emmanuel Macron. Em seguida ele viajará a Nice.

Muitos policiais e socorristas foram enviados para as imediações da igreja. "A situação está sob controle", afirmou um agente.

O prefeito de Nice, Christian Estrosi, que seguiu de maneira imediata par ao local do ataque, disse que a França deve atuar para "eliminar o islamofascismo".

Os deputados franceses, que debatiam um novo confinamento nacional decidido na véspera e que entrará em vigor nesta quinta-feira à meia-noite, respeitaram um minuto de silêncio quando foram informados sobre o ataque.

O primeiro-ministro, Jean Castex, que estava presente na Assembleia Nacional, abandonou o Parlamento ao receber a notícia.

Nice, uma cidade de pouco mais de 500.000 habitantes, foi cenário em 14 de julho de 2016 de um ataque que deixou 86 mortos no Dia da Festa Nacional, ou Dia da Bastilha.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação