Pandemia

América Latina e Caribe superam 800.000 mortos por covid-19

Em sete dias, 27.132 pessoas morreram de efeitos relacionados ao vírus

Agência France-Presse
postado em 06/04/2021 08:54
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

Mais de 800.000 mortes vinculadas à covid-19 foram registradas oficialmente na América Latina e Caribe desde o início da pandemia - conforme balanço da AFP com base em informações oficiais atualizado às 8h GMT (5h de Brasília) desta terça-feira (6/4).

Com um total de 800.099 mortos (25.356.063 casos de contágios acumulados), América Latina e Caribe estão atrás da Europa no número de óbitos (974.305), mas à frente de Estados Unidos e Canadá (578.690).

Em apenas sete dias, até esta segunda-feira (5/4), 27.132 pessoas morreram de efeitos relacionados à covid-19, um número semelhante à semana anterior, e mais de 800.000 pessoas contraíram o vírus.

Por país, o Brasil supera todos os seus vizinhos. Oficialmente, 332.752 pessoas morreram de covid-19, com 13.013.601 casos de contágio acumulados.

É seguido pelo México, com 204.399 mortes (2.251.705 casos). De acordo com um estudo das autoridades sobre excesso de mortalidade no ano passado, porém, até o início de fevereiro mais de 294.000 pessoas teriam morrido de covid-19 no país, 69,3% a mais do que as mortes relatadas.

A Colômbia acumula 64.293 mortes e 2.456.409 contágios, seguida de Argentina, com 56.471 mortes (2.407.105 casos), e Peru, com 53.138 (1.590.209).

Esses cinco países representam quase 89% das mortes na região. Em todo mundo, são 2.861.627 óbitos com 131.685.288 casos registrados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE