Pandemia

Famosos pedem ao G7 que doe vacinas anticovid aos países pobres

Entre os signatários, que incluem vários embaixadores da boa vontade do Unicef, estão Liam Neeson, Orlando Bloom, Priyanka Chopra Jonas e Whoopi Goldberg

Agência France-Presse
postado em 08/06/2021 09:55
 (crédito: Adauto Cruz/CB/D.A Press)
(crédito: Adauto Cruz/CB/D.A Press)

Várias celebridades, incluindo a cantora Katy Perry e o ex-jogador de futebol David Beckham, pediram ao G7, que se reunirá no fim de semana no Reino Unido, que compartilhe vacinas contra a covid-19 com os países mais pobres.

Famosos do mundo do entretenimento e do esporte enviaram uma carta aberta aos governantes do G7 (Reino Unido, França, Itália, Alemanha, Canadá, Estados Unidos e Japão), na qual solicitam que destinem às nações pobres pelo menos 20% do estoque de vacinas entre junho e agosto, o que equivale a 150 milhões de doses.

"O mundo passou um ano e meio lutando contra a pandemia de covid-19, mas o vírus continua se propagando em muitos países e produzindo novas variantes, com o risco de nos levar de volta ao ponto de partida", afirma a carta das celebridades.

"Isto significa mais fechamentos de escolas, mais interrupções no atendimento médico e mais consequências econômicas, o que ameaça o futuro das famílias e crianças em todos os lugares", acrescenta o texto.

Entre os signatários, que incluem vários embaixadores da boa vontade do Unicef, estão Liam Neeson, Orlando Bloom, Priyanka Chopra Jonas e Whoopi Goldberg.

Também assinaram a carta as cantoras Katy Perry e Angélique Kidjo e estrelas do esporte como Sergio Ramos, o piloto Fernando Alonso e o tenista Andy Murray.

A reunião de cúpula do G7 acontecerá no Reino Unido a partir de sexta-feira (11/6).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE