Província de Baghlan

Homens armados matam 10 operários de remoção de minas no Afeganistão

O Afeganistão é um dos países com mais campos minados no mundo, consequência de décadas de conflito

Agência France-Presse
postado em 09/06/2021 09:13
 (crédito: -)
(crédito: -)

Dez funcionários da organização de remoção de minas HALO Trust morreram na terça-feira (8/6) na província de Baghlan (norte), informou nesta quarta-feira (9/6) o ministério do Interior, que acusou os talibãs de envolvimento nos assassinatos.

"Os talibãs entraram na sede de uma organização responsável por operações de remoção de minas (...) e começaram a atirar contra todos", declarou o porta-voz do ministério do Interior, Tareq Arian.

A organização britânica HALO Trust, que empregava os operários, confirmou que 10 funcionários morreram e 16 foram feridos "por um grupo armado não identificado em um campo de remoção de minas em Baghlan".

"Condenamos com veemência o ataque contra nossos funcionários, que estavam fazendo um trabalho humanitário para salvar vidas", afirmou a organização à AFP.

"Agora nos concentramos em atender os feridos e apoiar as famílias afetadas", destacou a organização, que citou a presença de 110 homens de comunidades locais na área "depois que completaram suas operações nos campos minados próximos".

O porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, afirmou que os insurgentes não estavam envolvidos no ataque.

O porta-voz do governador da província de Baghlan, Jawed Basharat, disse à AFP que o ataque aconteceu em uma zona controlada pelas forças de segurança oficiais. Os criminosos estavam com os rostos cobertos por máscaras.

O Afeganistão é um dos países com mais campos minados no mundo, consequência de décadas de conflito.

Nos últimos meses, a província de Baghlan foi cenário de confrontos violentos, em alguns distritos quase diariamente, entre as forças do governo e os talibãs.

Nos distritos mais afetados, os insurgentes colocaram minas e bombas à margem das estradas. Os explosivos têm como alvos as forças governamentais, mas com frequência matam e ferem os civis.

A HALO Trust foi fundada em 1988 para retirar as minas do território afegão após quase uma década de ocupação soviética.

Atualmente, a organização humanitária emprega mais de 2.600 afegãos e já retirou minas de quase 80% dos campos de batalha e campos minados registrados no país.

A violência no Afeganistão aumenta desde 1º de maio, quando as forças americanas iniciaram a fase final de sua retirada, ordenada em abril pelo presidente Joe Biden.

A retirada deve ser concluída no máximo até 11 de setembro, um período que os insurgentes tentam aproveitar para ganhar espaço.

Nesta quarta-feira, os talibãs afirmaram que derrubaram um helicóptero do exército afegão na província de Wardak, perto de Cabul, mas o ministério da Defesa afirmou que o acidente foi provocado por um problema técnico.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE