Farsa

Mulher que fingiu gravidez de 10 é presa e internada em ala psiquiátrica

Gogiame Sithole é acusada de arrecadar recursos através de doações feitas por pessoas que se comoveram com a história

Correio Braziliense
postado em 22/06/2021 12:15 / atualizado em 22/06/2021 13:51
 (crédito: Reprodução/Daily Mail))
(crédito: Reprodução/Daily Mail))

A mulher que forjou o nascimento de 10 crianças de uma única gravidez foi presa e encaminhada a uma ala psiquiátrica de um hospital público, na África do Sul. Segundo informações do jornal britânico The Sun, a prisão foi realizado na quinta-feira (17/6) em Joanesburgo. Gogiame Sithole, 37 anos, é acusada de arrecadar recursos através de doações feitas por pessoas que se comoveram com a história. 

Na semana passada, o homem até então apontado como pai das crianças, Tebogo Tsotetsi, pediu desculpas por qualquer "inconveniência e constrangimento", através de um comunicado em que afirmava não acreditar na veracidade da gestação. Após tentar diversas vezes entrar em contato com Gogiame para ver as crianças e não ter resultados, ele começou a desconfiar que a gravidez teria sido forjada.

O caso chamou atenção das autoridades, imprensa local e até do Guinness World Records, o Livro dos Recordes, por se tratar de algo inusitado. Ao procurar mais informações e com o aparecimento de inconsistência nos discursos e faltas de provas, foram iniciadas as investigações.

Por meio de comunicado, o hospital Mediclinic Medforum informou que não havia registros da entrada de Gogiame no local e que nenhuma instalação estava envolvida nos cuidados de uma paciente com a descrição veiculada na imprensa. O departamento Nacional de Saúde da África do Sul concluiu que não há evidências de que os décuplos existam.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE