Diplomacia

Rússia lamenta rejeição da União Europeia à cúpula com Putin

As relações entre os países se deterioraram muito desde a anexação da península da Crimeia e o início do conflito na Ucrânia em 2014

Agência France-Presse
postado em 25/06/2021 09:57
 (crédito: ALEXEY NIKOLSKY)
(crédito: ALEXEY NIKOLSKY)

A Presidência russa afirmou nesta sexta-feira (25/6) que acolheu "com pesar" a decisão dos líderes da União Europeia (UE) de rejeitar a proposta de Alemanha e França de retomar as cúpulas com o chefe de Estado russo, Vladimir Putin.

"O presidente Putin estava e continua interessado em estabelecer relações de trabalho entre Moscou e Bruxelas", disse seu porta-voz, Dmitri Peskov, à imprensa.

"Sabemos que uma série de países se opuseram a este diálogo e sabemos que se trata, sobretudo, de europeus 'jovens', como os países bálticos, ou a Polônia e (...) que são estes mesmos países que falam, sem fundamento, de ameaças da Rússia", acrescentou.

Uma semana depois da reunião em Genebra entre Putin e o presidente americano, Joe Biden, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Emmanuel Macron, disseram ser favoráveis a um encontro com o líder russo para tratar de temas prioritários para a UE. Esta ideia divide os Estados-membros e não houve consenso.

Os países bálticos, Polônia, Suécia e Holanda se opuseram à retomada desse diálogo direto e consideraram Putin responsável por ações agressivas contra países europeus.

As relações entre Rússia e UE se deterioraram muito desde a anexação da península da Crimeia e o início do conflito na Ucrânia em 2014. Desde então, não houve nenhuma cúpula entre as duas partes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE