Diplomacia estadunidense

Biden nomeia enviada especial para a defesa dos direitos LGBTQIA+

O presidente democrata deve sancionar ainda a legislação que transforma em "Monumento Nacional" a boate gay Pulse, em Orlando, na Flórida, alvo de um atentado em 2016

Agência France-Presse
postado em 25/06/2021 13:00
 (crédito: / AFP / Philip FONG)
(crédito: / AFP / Philip FONG)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta sexta-feira (25/6) a nomeação de Jessica Stern como sua enviada especial para a defesa dos direitos da comunidade LGBTQIA+ no mundo.

Hoje diretora da ONG OutRight Action International, Jessica estará vinculada ao Departamento de Estado.

De acordo com a Casa Branca, ela terá um papel "crucial" para garantir que "a diplomacia estadunidense proteja e defenda os direitos das pessoas LGBTQIA+ em todo mundo".

Ainda nesta sexta, o presidente democrata deve sancionar a legislação que transforma em "Monumento Nacional" a boate gay Pulse, em Orlando, na Flórida, alvo de um atentado em 2016.

Cometido em 12 de junho de 2016 por um homem fortemente armado em nome do grupo Estado Islâmico, o ataque abalou profundamente o país e a comunidade LGBTQIA+, em pleno mês de celebração do Orgulho.

A legislação foi aprovada por unanimidade no Senado no início de junho, em um raro momento de consenso político em Washington.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE