Programação

Papa se reunirá com ultraconservador Orban em viagem a Hungria e Eslováquia

Neste mesmo dia, ele seguirá para a Eslováquia, onde terá importantes encontros com as comunidades judaica e cigana, dizimadas após a Segunda Guerra Mundial

Agência France-Presse
postado em 21/07/2021 11:43
 (crédito: Handout / VATICAN MEDIA / AFP)
(crédito: Handout / VATICAN MEDIA / AFP)

O papa Francisco se encontrará com o polêmico primeiro-ministro húngaro, o ultranacionalista Viktor Orban, em 12 de setembro, durante sua viagem de quatro dias à Hungria e à Eslováquia - confirmou o Vaticano nesta quarta-feira (21/7).

O Vaticano divulgou a programação oficial da viagem, que acontece de 12 a 15 de setembro. Será seu primeiro deslocamento após a cirurgia de cólon, à qual foi submetido no início de julho.

Francisco passará sete horas na Hungria e, neste intervalo, vai-se reunir com Orban no Museu de Belas Artes de Budapeste.

Trata-se de um encontro delicado, já que o sumo pontífice mantém fortes divergências com o líder ultraconservador por sua política migratória e pelas duras leis húngaras contra a homossexualidade.

Segundo o programa oficial, a reunião deve durar cerca de meia hora. O presidente da Hungria, János Áder, também estará presente, e não haverá discursos.

Em sua viagem rumo à Eslováquia, o papa argentino quis incluir algumas horas na Hungria para celebrar a missa de encerramento do 52º Congresso Eucarístico Internacional, a ser realizado em Budapeste.

Neste mesmo dia, ele seguirá para a Eslováquia, onde terá importantes encontros com as comunidades mais emblemáticas deste país: a judaica e a cigana, dizimadas após a Segunda Guerra Mundial.

Francisco também visitará Bratislava, a capital, e as cidades de Preov e Kosice, presidirá uma liturgia bizantina e se reunirá com jovens em um estádio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE