Acusações

Aberta investigação por assédio e discriminação no estúdio Ubisoft de Singapura

O regulador também pediu que todos que tiverem conhecimento de comportamentos ilegais, como agressão ou assédio sexual, denunciem à polícia

Agência France-Presse
postado em 18/08/2021 09:43 / atualizado em 18/08/2021 09:43
 (crédito: Robyn Beck/ AFP )
(crédito: Robyn Beck/ AFP )

O estúdio Ubisoft em Singapura está sendo investigado por acusações de assédio sexual e discriminação racial - anunciou o órgão regulador local, em um novo caso envolvendo a gigante francesa de videogames.

A empresa por trás dos jogos Assassin's Creed e Far Cry foi abalada no ano passado por revelações sobre o comportamento sexista e violento de vários de seus executivos.

A Tafep, agência reguladora de empresas esta cidade-Estado do sudeste asiático, informou na terça-feira (17/8) que abriu uma investigação depois de receber "informações anônimas contendo links para artigos online sobre alegações de assédio no local de trabalho e tratamento discriminatório na Ubisoft Singapura".

O regulador também pediu que todos que tiverem conhecimento de comportamentos ilegais, como agressão ou assédio sexual, denunciem à polícia.

Kotaku, um site de videogame, publicou uma investigação no mês passado citando depoimentos de cerca de 20 funcionários e ex-funcionários da Ubisoft Singapura - sob anonimato - sobre casos de assédio e disparidades salariais.

Duas mulheres testemunharam sobre contatos físicos e comentários inadequados, enquanto outro funcionário reclamou de "uma enorme diferença salarial entre moradores e expatriados".

Em um comunicado entregue à AFP, a Ubisoft Singapura respondeu que está ciente das acusações apresentadas pelo regulador.

"Como nossas discussões (com o regulador) estão em andamento, não temos nenhum elemento que possa ser tornado público no momento", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE