Atentado

Explosões em Cabul deixam mortos e feridos, incluindo norte-americanos

De acordo com um porta-voz do Talibã, pelo menos 13 pessoas, entre elas crianças, morreram

Correio Braziliense
postado em 26/08/2021 13:46 / atualizado em 26/08/2021 14:50
 (crédito: Wakil KOHSAR / AFP)
(crédito: Wakil KOHSAR / AFP)

O Pentágono confirmou que duas explosões em Cabul, capital do Afeganistão, nesta quinta-feira (26/8), deixaram mortos e feridos, incluindo civis e norte-americanos. Um hospital de Cabul informou que recebeu 60 pacientes vítimas do ataque. De acordo com o hospital, pelo menos seis pessoas já chegaram mortas. 

De acordo com os Estados Unidos, as explosões foram um "ataque complexo" e ocorreram perto do aeroporto de Cabul e perto de um hotel. "Podemos confirmar que a explosão no portão da Abadia foi o resultado de um ataque complexo que resultou em várias vítimas americanas e civis", afirmou o porta-voz do Pentágono, John Kirby. Segundo o The Washington Post, o embaixador dos EUA em Cabul teria dito que quatro fuzileiros navais americanos foram mortos 

De acordo com um porta-voz do Talibã, que falou à Reuters, o ataque matou pelo menos 13 pessoas, incluindo crianças, com guardas do Talibã entre os feridos. A mesma contagem foi feita pelo Ministério das Relações Exteriores da Rússia. 

Mais cedo, Estados Unidos, Reino Unido e Austrália alertaram para o risco de um atentado "iminente" no  aeroporto onde diversas pessoas se amontoam tentando sair do país. 

De acordo com o The Guardian, o principal suspeito do atentado suicida no aeroporto de Cabul é a afiliada do Estado Islâmico no Afeganistão, conhecida como Província Khorasan do Estado Islâmico (ISKP). 

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) afirmou que a prioridade agora é "retirar o maior número possível de pessoas".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE