NATUREZA

Vulcão Cumbre Vieja entra em erupção nas Ilhas Canárias; veja vídeos

O vulcão, localizado na Espanha, ficou conhecido pelos brasileiros após postagens desatualizadas nas redes sociais apontarem que a erupção causaria um possível tsunami na costa brasileira

Talita de Souza
postado em 19/09/2021 18:05 / atualizado em 19/09/2021 18:09
Vulcão Cumbre Vieja entra em erupção e coloca em risco cerca de 1 mil pessoas das Ilhas Canárias -  (crédito: DESIREE MARTIN / AFP)
Vulcão Cumbre Vieja entra em erupção e coloca em risco cerca de 1 mil pessoas das Ilhas Canárias - (crédito: DESIREE MARTIN / AFP)

As Ilhas Canárias, na Espanha, vivem momentos de tensão neste domingo (19/9): após intensos terremotos no local nos últimos dias, o vulcão Cumbre Vieja entrou em erupção e pode ser um risco à vida de cerca de mil pessoas. As primeiras cinzas e lavas começaram a ser expelidas por volta das 12h30 (horário de Brasília), neste domingo (19/9), e, pouco tempo depois, um extenso rio de lava se formou em direção a vila de El Paso. Cerca de 300 pessoas que sofriam risco imediato foram retiradas de casas e reunidas em um campo de futebol.

O Cumbre Vieja ficou conhecido pelos brasileiros na última quinta-feira (16/9), quando um portal divulgou o risco de erupção do vulcão e afirmou que, caso ocorresse, as regiões Norte e Nordeste do Brasil seriam atingidas por tsunamis. A informação, baseada em um estudo feito há 20 anos, foi desacreditada por especialistas e pelo próprio autor da pesquisa. Até o momento, não há risco para o Brasil no caso da erupção e a chance de que o cenário mude é mínima.

De acordo com técnicos do Instituto Volcanológico de Canarias (Involcan) presentes no local, as primeiras medições apontam que a lava expelida registra temperatura de 1.075 ºC. São sete “bocas” eruptivas e as lavas do vulcão, adormecido desde 1971, se movimentam com velocidade. Com o risco iminente, o governo das Ilhas Canárias tem corrido contra o tempo para proteger os moradores do local.

Há um esforço logístico para retirar mil pessoas de possíveis pontos vulneráveis. Além disso, o Conselho de Saúde das Ilhas suspendeu todo o atendimento médico não emergencial.

O presidente da Ashotel, associação hoteleira da costa espanhola, Jorge Marichal, informou que alguns hotéis já fazem mudanças com a presença de hóspedes. “Cerca de 500 clientes já foram realocados”.

Enquanto isso, casas próximas à costa, onde o vulcão está localizado, já são afetadas pelos fluxos de lava.

O presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez, adiou a viagem para participar da Assembleia Geral da ONU e foi até a Ilha de Palma para oferecer auxílio ao governo local.

Com informações do veículo espanhol Canarias Radio*

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE