Estados Unidos

Senador americano acusa brasileiros de cruzarem fronteira com roupas de grife

O senador republicano, Lindsey Graham acusou brasileiros de cruzarem a fronteira em direção a Connecticut com roupas de marca e bolsas da Gucci

Helena Dornelas*
postado em 13/10/2021 19:10
 (crédito: Reprodução)
(crédito: Reprodução)

O senador americano Lindsey Graham, do partido Republicano da Carolina do Sul, afirmou que 40 mil brasileiros estão cruzando a fronteira ilegalmente Estados Unidos - México a caminho de Connecticut usando roupas de grife e bolsas da Gucci.

Durante a entrevista à Fox News, o republicano sugeriu que o anúncio feito pelo Departamento de Segurança Interna, de investigar “empregadores que exploram a vulnerabilidade de trabalhadores em documento”, ao invés de investigar os imigrantes que vem sem documentação, seria o culpado pelo aumento do fluxo de imigrantes.

“Vai ser mais um incentivo para as pessoas virem. Você vem, pede asilo e nunca mais sai. As escolhas políticas de Biden estão no mundo todo agora,” disse o senador.

Graham conclui: “Tivemos 40.000 brasileiros que vieram apenas do setor Yuma, indo para Connecticut vestindo roupas de grife e bolsas Gucci”.

Questionado sobre o número de brasileiros e seu suposto estilo de roupa, o porta-voz do senador disse que ele acabou de visitar o setor Yuma e que as informações vieram da patrulha da fronteira.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE