FAMÍLIA REAL

Rainha Elizabeth II ficará em repouso por 'pelo menos' mais duas semanas

Após uma agenda lotada nas primeiras semanas de outubro, Elizabeth II, de 95 anos, a soberana que está a mais tempo no trono, passou uma noite em um hospital há nove dias

Agência Estado
postado em 30/10/2021 00:48
 (crédito: Frank Augstein / POOL / AFP)
(crédito: Frank Augstein / POOL / AFP)

A rainha britânica Elizabeth II ficará em repouso por "pelo menos" mais duas semanas, anunciou nesta sexta-feira, 29, o Palácio de Buckingham, depois que a monarca passou uma noite em um hospital na semana passada para "exames preliminares". Os atos oficiais nesse intervalo serão cancelados.

"Seguindo o conselho dos médicos que disseram a sua majestade para descansar por alguns dias, a rainha decidiu que continuará em repouso por pelo menos mais duas semanas", informou o palácio real em um comunicado.

Após uma agenda lotada nas primeiras semanas de outubro, Elizabeth II, de 95 anos, a soberana que está a mais tempo no trono, passou uma noite em um hospital há nove dias. No entanto, segundo informou o Palácio de Buckingham nesta sexta-feira, continuará realizando "tarefas leves", como audiências, por videochamada.

Por recomendação dos médicos, também cancelou duas viagens: uma à Irlanda do Norte e outra a Glasgow para participar, na próxima semana, da Conferência do Clima da ONU.

A rainha "lamenta" ter de desistir de participar do Remembrance Day, em 13 de novembro, o qual homenageia os soldados britânicos e da Commonwealth, acrescentou o palácio.

No entanto, a declaração do palácio destaca que a monarca continua com a "firme intenção" de comparecer à cerimônia da Memória no dia seguinte, quando as coroas de flores são depositadas no Cenotaph, na Avenida Whitehall.

Não foram fornecidos mais detalhes sobre seu estado de saúde ou sobre os exames que foram realizados durante sua breve internação.

O médicos ordenaram repouso para a rainha em 20 de outubro, um dia após uma recepção no Castelo de Windsor, na qual conversou com o primeiro-ministro Boris Johnson e com o empresário americano Bill Gates.

Fontes do Palácio disseram que a rainha, que foi vista pela primeira vez com uma bengala em evento público no dia 12 de outubro, permanece de "bom humor" e que o conselho médico é visto como "uma precaução sensata".

Nos últimos dias, ela participou de alguns eventos por videoconferência no palácio de Windsor, próximo a Londres. (Com agências internacionais)

CONTINUE LENDO SOBRE