Moeda

Criptomoeda inspirada em 'Round 6' atrai milhões antes de implodir

Para promover o lançamento desta criptomoeda seus criadores usaram sem autorização imagens da série

Agencia France Presse
postado em 02/11/2021 18:15
 (crédito:  Divulgação)
(crédito: Divulgação)

Atraídas por seu nome, Squid Game (nome em inglês da série Round 6), o mesmo da série de sucesso na Netflix, algumas pessoas compraram por vários milhões de dólares uma nova criptomoeda, cujo valor despencou em seguida.

Anunciado há duas semanas, o lançamento desta criptomoeda ocorreu em 31 de outubro. Para promovê-la, seus criadores usaram sem autorização imagens de Round 6, uma polêmica série sul-coreana que se tornou o programa mais assistido da plataforma de streaming.

O valor da criptomoeda Squid Game, cuja sigla é SQUID, teve um crescimento rápido e exponencial: de 0,7 dólar no momento do seu lançamento, chegou a valer 2.856 dólares, segundo o site especializado CoinMarketCap.

Mas o preço da SQUID caiu tão rápido quanto subiu e valia nesta terça-feira 0,003 dólar.

Em nota publicada em seu site, a CoinMarketCap informou que alguns compradores de SQUID disseram que não podem vendê-la nem convertê-la para outra moeda digital ou dólares.

Vários sites especializados postaram boletins de transações que parecem mostrar que os criadores desta criptomoeda conseguiram, ao contrário, converter vários milhões de dólares (entre 2,5 e 3,5, segundo estimativas) em SQUID para outras moedas.

Retiradas maciças derrubaram o valor desta nova cripto e os investidores ficaram com uma moeda praticamente sem valor.

Esta prática, conhecida como "Rug Pull" (puxar o tapete sob os pés dos investidores), é muito disseminada no mundo das moedas digitais. Até o momento, não foi alvo de ação judicial.

O site do projeto ficou fora do ar e as contas abertas nas redes sociais pelos organizadores, nas quais circulou muito pouca informação, foram encerradas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE