Crise

Polícia polonesa prende mais de 50 migrantes ilegais perto da fronteira com Belarus

Alguns migrantes escaparam e são procurados pelas forças de segurança

Agence France-Presse
postado em 10/11/2021 10:16
 (crédito: Leonid Shcheglov / BELTA / AFP)
(crédito: Leonid Shcheglov / BELTA / AFP)

A polícia polonesa anunciou nesta quarta-feira (10) que prendeu mais de 50 migrantes que entraram de maneira ilegal na Polônia, procedentes de Belarus em dois grandes grupos separados nas últimas 24 horas, em um momento de crise entre Minsk e os países ocidentais.

"Nas últimas 24 horas, a polícia prendeu mais de 50 pessoas perto de Bialowieza depois que atravessaram a fronteira de maneira ilegal", afirmou à AFP Tomasz Krupa, porta-voz do departamento regional de Podlaskie.

Alguns migrantes escaparam e são procurados pelas forças de segurança, acrescentou.

"A situação não é tranquila", afirmou o ministro polonês da Defesa, Mariusz Blaszczak.

Ele acrescentou que pequenos grupos de migrantes tentam ultrapassar a fronteira do país, membro da União Europeia (UE) e da Otan.

"Há dois dias tínhamos um grande grupo concentrado perto de Kuznica Bialostocka e houve... uma tentativa de forçar a fronteira. Agora estamos lidando com grupos menores, mas numerosos, que estão atacando simultaneamente a fronteira polonesa em vários lugares", disse.

O ministério da Defesa também afirmou que as autoridades bielorrussas intimidam os migrantes para que atravessem a fronteira à força.

Ao mesmo tempo, as autoridades de Belarus acusaram a Polônia de agredir quatro migrantes na fronteira entre os dois países.

"Em vista dos muitos ferimentos nos corpos dos migrantes, as forças de segurança polonesas os trataram com brutalidade e os empurraram contra a cerca com arame farpado na fronteira com Belarus", afirmou a guarda de fronteira bielorrussa.

Em um comunicado divulgado no Telegram, a mesma fonte afirma que quatro curdos foram encontrados durante a madrugada em um acampamento improvisado na fronteira, do lado de Belarus.

Milhares de migrantes que tentam entrar na Polônia estão bloqueados na fronteira com Belarus, sob um frio intenso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE