GUERRA NA UCRÂNIA

Alemanha processará quem usar letra que simboliza apoio à Rússia

Duas cidades alemãs afirmaram que irão processar qualquer pessoa que usar a letra Z em público. A letra foi tornada em símbolo das tropas russas pelos militares de Putin

Correio Braziliense
postado em 26/03/2022 17:50
Um militar russo pinta um Z no tanque em que atua na guerra da Ucrânia. Letra se tornou um símbolo das tropas de Putin e a Alemanha promete punir quem usar o símbolo em apoio -  (crédito: ABC News/Reprodução)
Um militar russo pinta um Z no tanque em que atua na guerra da Ucrânia. Letra se tornou um símbolo das tropas de Putin e a Alemanha promete punir quem usar o símbolo em apoio - (crédito: ABC News/Reprodução)

Duas importantes regiões alemãs, Baviera e Baixa Saxônia, processarão qualquer pessoa que use a letra "Z" em público, um símbolo de apoio à guerra da Rússia contra a Ucrânia.

As pessoas que "expressam publicamente sua aprovação à guerra de agressão do presidente russo Putin contra a Ucrânia usando este símbolo 'Z' enfrentarão consequências criminais", disse o ministro do Interior da Baixa Saxônia, Boris Pistorius, em um comunicado.

Os partidários do Kremlin que usam um "Z" em público "devem saber que podem ser processados por tolerarem crimes", alertou o ministro da Justiça da Baviera, Georg Eisenreich, em ums mensagem transmitida à AFP.

Durante a guerra na Ucrânia, um "Z" em branco apareceu nos tanques e uniformes das forças russas.

Desde então, o símbolo foi visto em espaços públicos, na Rússia e fora do país, "em edifícios, carros ou roupas", explica o ministério da Baixa Saxônia.

"Todos podem expressar sua opinião na Alemanha", mas "a liberdade de expressão termina onde começa o direito penal", observou o ministro bávaro.

O Código Penal alemão pune com até três anos de prisão e uma multa quem aprova publicamente guerras agressivas, que possam perturbar a ordem pública.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE