Rússia X Ucrânia

Boris Johnson vai Kiev em 'solidariedade' com a Ucrânia

A viagem do primeiro ministro britânico a intenção de "apresentar um novo pacote de ajuda financeira e militar"

Agence France-Presse
postado em 09/04/2022 13:55
 (crédito: Stringer / UCRÂNIA PRESIDENCIAL PRESS SERVICE / AFP)
(crédito: Stringer / UCRÂNIA PRESIDENCIAL PRESS SERVICE / AFP)

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, viajou neste sábado (9/4) a Kiev para demonstrar a "solidariedade" britânica com a Ucrânia, que há mais de seis semanas resiste à invasão das tropas russas, informou Downing Street.

Jonhson foi à Ucrânia "para se reunir pessoalmente com o presidente (Volodymyr) Zelensky, em um gesto de solidariedade com o povo ucraniano" e com a intenção de "apresentar um novo pacote de ajuda financeira e militar" para este país do leste europeu, informou um porta-voz do premier britânico.

Pouco antes, um membro do gabinete de Zelensky postou no Facebook uma foto na qual Johnson aparece vestindo um terno escuro, sentado em frente a Zelensky, trajando a camisa cáqui que costuma usar em suas aparições públicas desde o início da guerra.

"A Grã-Bretanha lidera o apoio militar à Ucrânia, lidera a coalizão antiguerra, lidera as sanções contra o agressor russo", escreveu o assessor presidencial ucraniano, Andriy Sybiha.

Na sexta-feira, Zelensky recebeu a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Von der Leyen visitou com o chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, e o líder do governo eslovaco, Eduardo Heger, a cidade de Bucha, perto da capital ucraniana, onde apareceram dezenas de cadáveres com roupas civis após ter sido ocupada pelas tropas durante semanas.

Johnson é o primeiro chefe de Estado ou governo de potências do G7 que viajar a Kiev desde o início da invasão, em 24 de fevereiro. Este grupo de economias avançadas é formado por Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Alemanha, França, Itália e Japão.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE