ESTADOS UNIDOS

Tiroteio em igreja na Califórnia deixa um morto e cinco feridos

Uma pessoa morreu no local e, segundo informações do gabinete do xerife, múltiplas vítimas foram baleadas

Aline Brito
postado em 15/05/2022 20:47
 (crédito: Bill Melugin)
(crédito: Bill Melugin)

Uma pessoa morreu e quatro ficaram gravemente feridas em um tiroteio, neste domingo (15/5), em uma igreja na cidade de Laguna Woods, na Califórnia. De acordo com o xerife do condado de Orange, perto de Los Angeles, um suspeito foi detido e a polícia apreendeu a arma utilizada no crime.

  • Tiroteio em igreja na Califórnia deixa um morto e quatro feridos Reprodução/Twitter
  • Tiroteio em igreja na Califórnia deixa um morto e quatro feridos Reprodução/Twitter
  • Tiroteio em igreja na Califórnia deixa um morto e quatro feridos Reprodução/Twitter

O tiroteio começou por volta das 13h30, no horário local. Autoridades da Califórnia informaram que estavam respondendo a um chamado em uma igreja. “Agentes estão respondendo a relatos de um tiroteio na igreja”, tuitou o gabinete do xerife do condado de Orange. "Múltiplas vítimas foram baleadas", disse em outro tweet, e indicou que uma pessoa foi presa.

"Quatro vítimas ficaram gravemente feridas", disse a página oficial da polícia do condado no Twitter. "Uma vítima morreu no local" e outra pessoa sofreu ferimentos "leves", acrescentou. O tiroteio ocorreu na Geneva Presbyterian Church ( Igreja Presbiteriana Geneva, em tradução livre) e ainda não há informações sobre a motivação do crime. “Recebemos a chamada de um tiroteio dentro da Igreja Presbiteriana de Genebra às 13h26 [...] Todas as vítimas são adultos e estão a caminho do hospital”, escreveu.

O gabinete do governador da Califórnia, Gavin Newsom, afirmou estar trabalhando com as autoridades locais para monitorar a situação. "Ninguém deve ter medo de ir ao seu local de culto", tuitou.

A congressista democrata Katie Porter, que representa o condado de Orange em Washington, descreveu o ataque como uma "notícia terrível e perturbadora, especialmente menos de um dia depois de um tiroteio em massa em Buffalo".

Um dia depois do caso em Nova York

No sábado (14/5), 3 pessoas ficaram feridas e 10 morreram em um tiroteio em Nova York. O crime ocorreu em um supermercado na cidade de Buffalo, em um bairro predominantemente negro. O FBI aponta motivação racial, já que 11 das 13 vítimas eram negras.

O atirador foi preso e está sob custódia da polícia. Ele é um homem branco de 18 anos que usava roupas de estilo militar e não morava na região. Na ocasião, o agente especial do FBI em Buffalo, Stephen Blodgett, disse que o tiroteio está sendo investigado tanto como um crime de ódio quanto como um “caso de extremismo violento com motivação racial”.

Com informações da Agência France-Presse (AFP)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE