Opinião

Marcos Paulo Lima: Feliz Natal! Sem ansiedade

Marcos Paulo Lima
postado em 25/12/2021 06:00

Natal e réveillon são, por natureza, gatilhos de ansiedade. As lindas datas atiçam a curiosidade. Agradaremos ou seremos mimados por quem amamos na troca de presentes em que celebramos o nascimento de Jesus? Há preocupação do Chef se a ceia conquistará paladares diversos. Se o joio foi separado do trigo — ou melhor, a passa do arroz.

Mais relevante do que detalhes tão pequenos, em tempos tão acelerados, é o zelo espiritual com o corpo e a mente. Há um avanço da população vítima da ansiedade. Se você sofre com isso, saiba que o homenageado do dia prescreveu santas receitas nos evangelhos. Até mesmo contra esse que é um dos males do século.

Está na Bíblia. Dá uma paginada até Mateus 6. A partir do versículo 25, Jesus ensina sobre ansiedade. O Mestre usa pelo menos duas belas metáforas: os pássaros e as flores do campo — chamadas em algumas versões de lírios do campo.

A ansiedade é tratada assim no divã de Jesus, em uma terapia coletiva com os pacientes da época: "Não se preocupem com a comida e com a bebida que precisam para viver nem com a roupa que precisam para se vestir. Afinal, será que a vida não é mais importante do que a comida? E será que o corpo não é mais importante do que as roupas?", inquieta.

Na sequência, Jesus contempla as aves. "Vejam os passarinhos que voam pelo céu: eles não semeiam, não colhem, nem guardam comida em depósitos. No entanto, o Pai de vocês, que está no céu, dá de comer a eles. Será que vocês não valem muito mais do que os passarinhos?", provoca Cristo. E adverte: "Nenhum de vocês pode encompridar a sua vida, por mais que se preocupe com isso".

O sermão segue... "E por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem as flores do campo: elas não trabalham, nem fazem roupas para si mesmas. Mas eu afirmo a vocês que nem mesmo Salomão, sendo tão rico, usava roupas tão bonitas como essas flores", compara.

Jesus concluiu com uma pílula diária contra a ansiedade. "Por isso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades".

Feliz Natal! Sem ansiedade.

CONTINUE LENDO SOBRE