Michelle Bolsonaro se pronuncia sobre morte da avó por covid-19: "Momento de dor e tristeza"

Primo da primeira-dama fez posts no Instagram a acusando de não ter feito nada para ajudar a avó, que esteve internada por mais de um mês no Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

Mariana Fernandes
postado em 12/08/2020 23:23 / atualizado em 12/08/2020 23:34
 (foto:  Ed Alves/CB/D.A Press e Reprodução)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press e Reprodução)

Michelle Bolsonaro se pronunciou, na noite desta quarta-feira (12/8), sobre a morte de sua avó Maria Aparecida Firmo, aos 80 anos, vítima de covid-19. De acordo com nota emitida pela Secretaria de Comunicação da Presidência, a primeira-dama recebeu a notícia com pesar e afirma que o momento é de tristeza e dor para toda a família.

A nota diz ainda que Michelle lamenta que alguns parentes tratem certos momentos pessoais com "oportunismo em desrespeito ao sofrimento de todos". Isso, porque mais cedo o primo da primeira-dama fez posts no Instagram a acusando de não ter feito nada para ajudar a avó, que esteve internada por mais de um mês no Hospital Regional de Ceilândia (HRC).

"Obrigado por você não ter feito absolutamente nada por nossa avó. Tanto poder, tanta influência e por vergonha, sim, vergonha, não ajudou seu próprio sangue. Você ajuda tantas pessoas, participa de tantos projetos pra ajudar os outros e sua própria família, você vira as costas. Triste ver quem você se tornou. Não reconhecemos mais você", escreveu Eduardo D’Castro.

Ele também mencionou que vai revelar segredos da primeira-dama. "Tenho muitas coisas para falar, muitas coisas que a gente guardou por anos, anos, pra defender o nome dela e a posição dela", disse.

Segundo o comunicado da Presidência, Michelle Bolsonaro está recolhida em casa em tratamento contra o coronavírus e espera que o momento de luto seja respeitado acima de quaisquer questões pessoais e familiares.

O velório de Maria Firmo está marcado para as 14h desta quinta-feira (13/8) e o sepultamento será às 16h30, na capela 4, do Cemitério Campo da Esperança de Taguatinga. O sepultamento contará com, no máximo, 10 pessoas, conforme protocolo especial do GDF para enterros de pessoas que morreram em decorrência da covid-19.

Confira a íntegra da nota oficial divulgada pelo Palácio do Planalto

"A primeira-dama Michelle Bolsonaro recebeu com pesar a notícia sobre o falecimento da avó. Ela sente e afirma que é um momento de tristeza e dor para toda a família.

A senhora Michelle Bolsonaro lamenta que alguns parentes tratem certos momentos tão pessoais com oportunismo em desrespeito ao sofrimento de todos.

A primeira-dama permanece recolhida em casa em tratamento contra o novo Coronavírus e espera que o momento de luto seja respeitado, acima de quaisquer questões pessoais e familiares.

Secretaria Especial de Comunicação Social

Ministério das Comunicações"




Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação