Governo

Para Bolsonaro, desentendimento de Guedes e Maia é "natural"

Ministro acusou presidente da Câmara de fazer "acordo com a esquerda" para não pautar privatizações. Deputado rebateu e o chamou de "desequilibrado"

Ingrid Soares
postado em 02/10/2020 13:36
Maia rebateu o ministro da Economia, que o acusou de não querer as privatizações e, para isso, unir-se a setores da esquerda -  (crédito: Najara Araujo/Câmara dos Deputados )
Maia rebateu o ministro da Economia, que o acusou de não querer as privatizações e, para isso, unir-se a setores da esquerda - (crédito: Najara Araujo/Câmara dos Deputados )

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta sexta-feira (02), que o desentendimento entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro da Economia, Paulo Guedes, é algo “natural”. O comentário foi feito a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada.

“Eu não tenho problema com Rodrigo Maia e nem com Paulo Guedes. Nós temos é, às vezes, desentendimento, o que é natural. Quero uma coisa e Rodrigo Maia não quer; Paulo Guedes quer uma coisa e eu não quero. Isso é natural”, explicou.

Bolsonaro também foi questionado sobre a relação entre o presidente da Câmara e o ministro, mas se limitou a dizer que a pergunta deveria ser feita diretamente a eles. “Pergunta para o Paulo Guedes, pergunta para o Rodrigo Maia. Gostou da resposta?”, ironizou.

Guedes afirmou, no último dia 30, que há boatos de que Maia fez um acordo com a esquerda para não pautar as privatizações. O deputado rebateu imediatamente dizendo que "Paulo Guedes está desequilibrado".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação