IMPREVISTO

STF interrompe sessão das turmas após instabilidade na internet

Corte afirma que problema foi gerado por falhas na conexão de uma das operadoras que presta o serviço

Renato Souza
postado em 01/12/2020 16:43 / atualizado em 01/12/2020 16:44

Um problema na conexão de internet do Supremo Tribunal Federal (STF) provocou a interrupção das sessões da Primeira e da Segunda Turmas da Corte nesta terça-feira (1º/12). Os trabalhos já estavam em andamento quando o link de transmissão ao vivo começou a falhar. No caso da Segunda Turma, a imagem foi cortada e era possível ouvir apenas o som ambiente.

Os magistrados chegaram a iniciar os julgamentos. Na Primeira Turma estava pautado o caso do índio Guarani-Kaiowá Leonardo de Souza, acusado de ter sequestrado e torturado policiais militares após um conflito entre fazendeiros e indígenas que matou seu filho, em julho de 2016, em Caraapó, no Mato Grosso do Sul.

A Segunda Turma julgaria habeas corpus apresentado pelo ex-senador Eunício de Oliveira, acusado de receber propina da Odebrecht para defender os interesses da empresa. De acordo com o Supremo, a interrupção das sessões ocorreu após "um problema técnico de uma das operadoras que fornecem o serviço de internet para o STF".

Ataque hacker descartado

De acordo com a assessoria do Supremo, não se trata de um ataque hacker, como os que atingiram, nas últimas semanas, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Ministério da Saúde, os sites do Governo do Distrito Federal, entre outros órgãos públicos. No caso do TSE, um cracker português foi preso, e outros três são investigados no Brasil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE