COVID-19

Post de Bolsonaro sobre "tratamento precoce" é marcado como informação enganosa

Twitter, no entanto, não excluiu a publicação do presidente

Correio Braziliense
postado em 15/01/2021 22:31 / atualizado em 15/01/2021 22:32
 (crédito: Evaristo Sá/AFP)
(crédito: Evaristo Sá/AFP)

Um post do presidente Jair Bolsonaro no Twitter foi marcado como fake news pela plataforma. A publicação, no entanto, não foi excluída. o post do presidente fala sobre um "tratamento precoce" para a covid-19.

Na postagem, feita na tarde desta sexta-feira (15/1), Bolsonaro diz que "estudos clínicos demonstram que o tratamento precoce da covid, com antimaláricos, podem reduzir a progressão da doença, prevenir a hospitalização e estão associados à redução da mortalidade". O presidente, no entanto, não cita a fonte a fonte desses estudos.

Cientistas já concluíram que ainda não existe tratamento precoce com medicamentos para a covid-19. O único método para evitar a doença, cientificamente comprovado, é o isolamento social, a higiene das mãos e o uso de máscaras.

Agora à noite, a rede social colocou uma marcação na publicação: "Este tweet violou as regras do Twitter sobre a publicação de informações enganosas e potencialmente prejudiciais relacionadas à covid-19. No entanto, o Twitter determinou que por ser do interesse público que esse tweet continue acessível".

Em 2020, o presidente teve posts apagados pela rede por também violarem as regras da rede social. Foram tirados do ar vídeos em que o presidente circulava por Brasília provocando aglomerações em meio à pandemia.

Trump fora do Twitter 

No início deste mês, o Twitter excluiu permanentemente a conta do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por violação das regras de uso. A rede afirmou que corria o risco do presidente norte-americano incitar mais violência depois que apoiadores dele invadiram o Capitólio, sede do Congresso do país, o que resultou na morte de cinco pessoas. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE