ELEIÇÃO NA CÂMARA

PSL negocia vice-presidência da Câmara em troca de apoio a Lira

Assunto foi tratado nesta quarta-feira (27/1), durante café da manhã de deputados do partido com Bolsonaro; atualmente, o vice da chapa do candidato é do PL

Jorge Vasconcellos
postado em 27/01/2021 13:20
 (crédito: Luis Macedo/Camara dos Deputados)
(crédito: Luis Macedo/Camara dos Deputados)

Em café da manhã nesta quarta-feira (27/1) com o presidente Jair Bolsonaro, no Palácio da Alvorada, deputados do PSL confirmaram que votarão em Arthur Lira (PP-AL) na eleição para a presidência da Câmara, marcada para a próxima segunda-feira (1º/2). Uma das condições do partido, porém, é ocupar a vice-presidência da Casa em uma eventual vitória de Lira. Essa exigência deve trazer dor de cabeça para o candidato alagoano, que tem como vice da chapa, desde o início da campanha, o deputado Marcelo Ramos (PL-AM).

O PSL tem sido alvo de disputa entre as candidaturas de Lira e de seu principal adversário, Baleia Rossi (MDB-SP). Inicialmente, o partido apoiava o emedebista, mas 36 deputados da legenda, a maioria da bancada, decidiram aderir ao candidato do PP. O PSL está rachado em dois grupos desde que Bolsonaro se desfiliou da sigla, em 2019, em meio a uma disputa pelo controle da máquina partidária.

O café da manhã, que não constava da agenda oficial de Bolsonaro, reuniu 30 deputados do PSL. O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, também compareceu.

Na saída do encontro, Bolsonaro disse, em frente ao Palácio da Alvorada, que espera "participar e influir" na eleição para a presidência da Câmara. "Viemos fazer uma reunião, aí, com 30 parlamentares do PSL e vamos, se Deus quiser, participar e influir na presidência da Câmara com estes parlamentares, de modo que possamos ter um relacionamento pacífico e produtivo para o nosso Brasil", afirmou o presidente.

O PSL tenta emplacar como vice na chapa de Lira o deputado Major Vítor Hugo (GO), que já foi líder da sigla na Câmara. Essa informação foi confirmada ao Correio por Bibo Nunes (RS), um dos presentes ao café da manhã. "Vamos tentar pegar a primeira vice com o Major Vitor Hugo. Vamos tentar, pois somos 36 deputados do PSL. A maioria", disse Nunes.

O parlamentar gaúcho também fez campanha para Vítor em um vídeo divulgado pelas redes sociais, divulgado após o café da manhã. Nas imagens, ele apresenta o deputado goiano como "o homem da Mesa" e diz que, apesar de não ser astrólogo, o colega "será o vice-presidente, merecidamente, para o bem da Câmara e por bem dos aliados do presidente" Bolsonaro.

Maia

A interferência do chefe do Executivo na disputa interna da Câmara tem incomodado o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), principal apoiador da candidatura de Baleia Rossi. Na terça-feira (26), Maia ligou para o ministro Ramos, responsável pela articulação política do governo, para reclamar da interferência do Planalto na eleição.

A disputa pela vice-presidência na chapa de Lira deve trazer algum desconforto para a relação entre o candidato e o PL, atual ocupante da posição. Como na eleição para a presidência da Câmara, o voto será secreto, qualquer movimento em falso dos candidatos pode abrir caminho para "traições" de última hora.

 

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE