Covid-19

Doria diz que país vive cenário de tragédia com presidente negacionista

Governador de São Paulo criticou a condução da pandemia de covid-19 pelo presidente da República, que mais uma vez reclamou da imprensa brasileira

Sarah Teófilo
Maria Eduarda Cardim
postado em 03/03/2021 14:54 / atualizado em 03/03/2021 14:55
 (crédito: Governo do Estado de São Paulo/Divulgação)
(crédito: Governo do Estado de São Paulo/Divulgação)

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), voltou a criticar nesta quarta-feira (3/3) a condução da pandemia de covid-19 ´pelo presidente Jair Bolsonaro. Durante entrevista coletiva, ao anunciar o fechamento de serviços não essenciais por 14 dias, Doria afirmou que o país vive um cenário de tragédia pelo negacionismo do mandatário.

“Uma tragédia para o Brasil diante de uma pandemia ter um presidente da República que é negacionista, que despreza a vida, que ofende a existência. Triste Brasil que tem que suportar alguém com esse comportamento. Estamos hoje à beira de um colapso na Saúde. As medidas são urgentes, coletivas e exigem, também, a sensibilidade daqueles que preferiram praticar o negacionismo, fazer aglomerações, não usar máscara”, afirmou.

Nesse sentido, Doria disse que o problema não é só do governo, mas também da população, que “nega a existência e se expõe desnecessariamente ao risco de perder a vida e estimulando que outras pessoas possam perder as suas vidas também”. “Não é razoável que parte da população não queira usar máscara, que queira fazer aglomeração, beber, festejar, quando o momento é de consternação, oração, tristeza. Essa é a realidade do Brasil, é a realidade da tristeza, não é a realidade da alegria”, afirmou.

Na manhã desta quarta-feira, Bolsonaro voltou a criticar a imprensa a apoiadores, na saída do Palácio da Alvorada. O presidente afirmou que para a mídia, o vírus é ele próprio. Sobre isso, Doria afirmou que os problemas da pandemia não são culpa da imprensa. “Como não é culpa também dos governadores, não é culpa dos seus opositores, presidente Jair Bolsonaro. A culpa é sua, por ser além de incompetente, negacionista”, disse Doria.

O governador de SP ainda chamou Bolsonaro de “pária no Brasil e no mundo. “Tenha humildade de reconhecer as suas falhas e os seus erros. Muitos dos brasileiros que estão enterrados nesse momento estão enterrados porque o senhor não teve capacidade de fazer aquilo que deveria fazer, liderar o Brasil contra a pandemia, defender a vida e a saúde dos brasileiros”, continuou Doria.

Recordes negativos

O tucano frisou que o Brasil atingiu na última terça-feira (2) o maior número de óbitos por covid-19 durante a pandemia. “Esta é a triste realidade de um país comandado por um negacionista, de um país que não tem Ministério da Saúde; de um país que não tem coordenação para um programa de saúde pública na pior crise de saúde dos últimos 100 anos”, afirmou. E disse ficar angustiado por ver tantas vidas perdidas.

Ainda sobre as ações do governo federal, o governador lembrou que o país poderia ter vacina contra covid-19 desde novembro, com diversas opções de imunizantes. “O retardamento ao processo de vacinação no Brasil se deveu à negligência, inoperância e ao negacionismo. Um governo doente e, também, contaminando a economia”, disse, chamando de “uma vergonha” o Produto Interno Bruto (PIB), que caiu 4,1%, como divulgado nesta quarta-feira. “Um fiasco completo. Vamos mal na saúde, vamos mal na economia, vamos mal no meio ambiente, vamos mal na educação, na proteção social”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE