STF

Bolsonaro diz esperar que STF mantenha decisão de abertura de igrejas

O mandatário disse ainda esperar que algum dos ministros peça vista para discutir um pouco mais o assunto. A declaração ocorreu durante visita a Chapecó, Santa Catarina, nesta quarta-feira (7/4)

Ingrid Soares
postado em 07/04/2021 11:56 / atualizado em 07/04/2021 12:13

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (7/4) esperar que o Supremo Tribunal Federal (STF) mantenha a decisão do ministro Kassio Nunes Marques, que liberou a realização de missas e cultos religiosos em todo o Brasil no último dia 3, em meio ao aumento de casos da covid-19 no país. A previsão é de que a medida vá a julgamento hoje na Corte. O mandatário disse ainda esperar que algum dos ministros peça vista para discutir um pouco mais o assunto. A declaração ocorreu durante visita a Chapecó, Santa Catarina.

"90% da população, um pouco mais, acredita em Deus. E, acreditando em Deus, eu espero que, daqui a pouco, está previsto no Supremo Tribunal Federal julgar a liminar do ministro Kassio Nunes. Ou que a liminar seja mantida ou que alguém peça vista, para que nós possamos discutir um pouco mais a abertura de templos religiosos", apontou.

Na decisão em caráter liminar (provisório), Kassio Nunes aponta que estados e municípios não podem editar normas que proíbam completamente celebrações religiosas presenciais como medida de enfrentamento à pandemia.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE