90 ANOS

Ex-presidente José Sarney recebe homenagem no Senado

Sarney ressaltou a importância da Casa na formação do Brasil, salientou que o Senado é a síntese das instituições democráticas e o coração da democracia parlamentar

Correio Braziliense
postado em 16/06/2021 06:00
A pintura feita pelo artista português foi entregue a Sarney quando ele ainda era presidente da República -  (crédito: Pedro Gontijo/Senado Federal)
A pintura feita pelo artista português foi entregue a Sarney quando ele ainda era presidente da República - (crédito: Pedro Gontijo/Senado Federal)

O Senado homenageou, nesta terça-feira (15/6), o ex-presidente da República e ex-senador José Sarney, que completou 90 anos em abril e ainda é considerado uma referência para a política brasileira — a ponto de, dias atrás, ter sido visitado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foram se aconselhar com ele. Na solenidade, foi apresentada da obra Retrato do Presidente da República do Brasil José Sarney, do artista português Rui Preto Pacheco (1922-1989), que ficará em exibição no Museu do Senado.

Sarney ressaltou a importância da Casa na formação do Brasil, salientou que o Senado é a síntese das instituições democráticas e o coração da democracia parlamentar. “Minha vida foi feita dentro do Parlamento. Nasci com duas vocações: a da literatura e a política. Napoleão já dizia que a política é um destino. Isso me traz, sem dúvida, uma grande felicidade de ter podido contribuir para o povo brasileiro”, ressaltou.

O quadro foi doado por Sarney ao Museu da República, no Rio de Janeiro, que o cedeu ao Senado até o fim de 2022. A obra foi um presente do artista português ao ex-presidente, no Palácio da Alvorada, em 1987, durante a primeira visita do pintor ao Brasil.

Ao agradecer, Sarney falou da importância do retrato feito pelo pintor português estar sendo exibido no Senado. “O que tem por trás dele, além da pintura, é a alma que não se vê, mas que, evidentemente, ela tem uma grande morada nesta Casa. Aqui passei 40 anos da minha vida”, lembrou.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que o acervo da Casa recebe uma obra de arte que só enriquece a coleção patrimonial, que representa um homem público historicamente envolvido com a construção da democracia. “Trata-se do recebimento de um quadro retratando a figura do eminente homem público do Maranhão, do Amapá e do Brasil. O presidente José Sarney foi, para mim e tantos outros, ao final de um estado de exceção quase absoluto, a vontade de ter implantado no Brasil a democracia. O presidente Sarney foi um grande porta-voz da democracia, que tem tanto significado para nossa vida em sociedade”, ressaltou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE