Função

Irmão de Michelle Bolsonaro ganha cargo no Senado com salário de R$ 13 mil

Função de confiança será exercida na Primeira Secretaria do Senado, que é chefiada pelo senador Irajá (PSD/TO)

Correio Braziliense
postado em 22/06/2021 15:49 / atualizado em 22/06/2021 17:42
 (crédito: Redes Sociais/ reprodução )
(crédito: Redes Sociais/ reprodução )

O irmão da primeira-dama Michelle Bolsonaro, o soldado da Aeronáutica Diego Torres Dourado, de 33 anos, ganhou um cargo na 1ª Secretaria do Senado Federal, onde passou a exercer a função de assistente parlamentar desde março. A remuneração para a função comissionada é de R$ 13,5 mil por mês.

Antes de mudar para o cargo, Diego tinha um cargo de confiança no Ministério da Defesa, onde recebia R$ 5,6 mil por mês.

A 1ª Secretaria do Senado é chefiada pelo senador Irajá (PSD/TO), filho de Kátia Abreu (PP), e tem como responsabilidade supervisionar atos administrativos do Senado. Procurado, o senador ainda não se manifestou. 

Em nota, a assessoria do senador esclareceu que Diego tem experiência em assessoria administrativa e parlamentar e que por isso foi escolhido para compor a secretaria. "Diego Torres Dourado foi nomeado para auxiliar a nova gestão da 1ª Secretaria com base seu currículo. Entre 2007 e 2021, o servidor ocupou funções de relevância em assessoria administrativa e parlamentar no Estado-Maior da Aeronáutica e no Ministério da Defesa, tendo, portanto, experiência para exercer o atual cargo."



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE