JUDICIÁRIO

Deputado Daniel Silveira é preso no Rio de Janeiro por ordem do STF

Parlamentar é acusado de ter violado as regras para uso de tornozeleira eletrônica

Renato Souza
postado em 24/06/2021 16:12 / atualizado em 24/06/2021 16:39
 (crédito: Reprodução/Facebook)
(crédito: Reprodução/Facebook)

O deputado federal Daniel Silveira foi preso na tarde desta quinta-feira (24/6) no Rio de Janeiro, por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O parlamentar é acusado de violar o uso da tornozeleira eletrônica

Silveira cumpria regime domiciliar, e não poderia deixar o local. A liberação dele para ficar encarcerado em casa ocorreu em razão da pandemia da covid-19. De acordo com informações obtidas pelo Correio, o pedido para que ele voltasse a prisão partiu da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Silveira é acusado de ameaçar o Supremo e seus ministros, em um vídeo que publicou na internet. A prisão inicial foi chancelada pela Câmara. Ele está sendo investigado no inquérito que apura ataques e fake news contra o STF.

No despacho, o magistrado destacou que já tinha aplicado multa de R$ 100 mil ao parlamentar por conta das irregularidades no uso da tornozeleira, como permitir que ela ficasse descarregada. No entanto, até o momento, o valor não foi depositado.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE