Presidente da República

Brasília é o paraíso de lobistas e picaretas, diz Bolsonaro ao sair do hospital

Presidente defendeu Eduardo Pazuello sobre encontro com intermediadores da Coronavac e disse que o governo não negociou com "picaretas"

Hellen Leite
postado em 18/07/2021 12:26 / atualizado em 18/07/2021 21:58
 (crédito: Miguel Schincariol/AFP)
(crédito: Miguel Schincariol/AFP)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) minimizou as denúncias de irregularidades envolvendo negociações para a compra de vacinas contra a covid-19 e defendeu o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello. Segundo ele, Brasília é o paraíso de "lobistas e picaretas". As declarações foram dadas neste domingo (18/7) na saída do Hospital Vila Nova Star, onde o presidente estava internado havia quatro dias.

"Brasília é o paraíso dos lobistas, de picaretas. Todos pressionavam por vacinas. Muitas pessoas foram recebidas no ministério. O próprio traje do Pazuello, ele está sem paletó. Aquele pessoal se reuniu com diretor responsável por possível compra lá no ministério e na saída conversou. Agora, se fosse algo secreto, algo superfaturado, ele estaria dando entrevista ou estaria escondido no porão do ministério?", disse Bolsonaro.

"Agora, acredita quem quiser. O nosso governo não gastou um centavo com picareta. Parabéns ao Pazuello", disse Bolsonaro, também parabenizando o coronel Elcio Franco, que ocupou o cargo de secretário-executivo da pasta. E acrescentou: "Se eu tivesse na Saúde teria apertado a mão daqueles 'cara tudo'. O receber, ele não tava sentado na mesa. E se fosse propina não daria entrevista", comentou.

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, Pazuello negociou a compra da coronavac com uma intermediária pelo triplo do preço oferecido pelo Instituto Butantan.

Após as declarações, Bolsonaro seguiu para o aeroporto de Congonhas, onde embarcou de volta a Brasília.

Alta do hospital

Bolsonaro recebeu alta médica neste domingo (18/7) após quatro dias internado em São Paulo. O chefe do Executivo foi transferido do Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, para o Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul da capital paulista, na quarta-feira (14/7) para tratar uma obstrução intestinal.

De acordo com o boletim médico divulgado neste domingo, Bolsonaro continuará recebendo acompanhamento ambulatorial em casa.

"O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, teve alta hoje do Hospital Vila Nova Star, da Rede D’Or. Ele estava internado desde a quarta-feira, 14 de julho, para tratar um quadro de suboclusão intestinal. Ele seguirá com acompanhamento ambulatorial pela equipe médica assistente", diz a nota.

  • Bolsonaro fala com a imprensa na saída do hospital
    Bolsonaro fala com a imprensa na saída do hospital Foto: Reprodução
  • Bolsonaro recebe alta do hospital
    Bolsonaro recebe alta do hospital Foto: Miguel Schincariol/AFP
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE