HOMOFOBIA

Bolsonaro: "Cuidado que ivermectina mata bichas, hein? Cuidado"

Comentário homofóbico foi feito em entrevista à rádio Joven Pan. O mandatário defendeu uso do medicamento, que não possui comprovação científica contra a covid-19, disse que tomou o remédio e que integrantes do Palácio do Planalto também fizeram uso da medicação. "Eu tomei a cloroquina, mais de 200 tomaram, aqui na Presidência, e ninguém foi a óbito", alegou

Ingrid Soares
postado em 21/07/2021 12:20 / atualizado em 21/07/2021 12:26
 (crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
(crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro teceu um comentário homofóbico nesta quarta-feira (21/7) durante entrevista à Rádio Jovem Pan de Itapetininga. O mandatário defendeu o uso do medicamento ivermectina, que não possui comprovação científica contra a covid-19, disse que tomou o remédio e que integrantes do Palácio do Planalto também fizeram uso da medicação. O presidente mencionou ainda cloroquina, que tampouco tem eficácia comprovada contra a doença. "Eu tomei a cloroquina, mais de 200 tomaram, aqui na Presidência e ninguém foi a óbito", alegou.

Em seguida, o apresentador Milton Júnior relatou ter usado ivermectina ao ser diagnosticado com o vírus. "Se serve de demonstração, aqui na rádio, todos nós tomamos a ivermectina e ninguém pegou covid-19". O mandatário rebateu: "Cuidado, que ivermectina mata bichas hein? Cuidado", riu.



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE