governo

Bolsonaro pretende recriar antigo Ministério do Trabalho

Reforma ministerial anunciada pelo presidente deve marcar a volta da pasta, que hoje faz parte do Ministério da Economia

Augusto Fernandes
postado em 21/07/2021 13:16
 (crédito: Evaristo Sa - 11/5/21)
(crédito: Evaristo Sa - 11/5/21)

O presidente Jair Bolsonaro informou nesta quarta-feira (21/7) que vai promover mudanças no corpo ministerial do governo na semana que vem, e uma das possibilidades em estudo pelo chefe do Executivo é a de recriar o Ministério do Trabalho, Emprego e Previdência.

Essa pasta foi extinta logo no início da gestão de Bolsonaro, que transferiu as atribuições do então ministério à Economia. Por conta disso, a pasta comandada por Guedes virou um “superministério”, pois passou a ser responsável por essa e outras três áreas: Fazenda, Planejamento e Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

O desmembramento do Trabalho, Emprego e Previdência do Ministério da Economia será feito para que Bolsonaro consiga acomodar o senador Ciro Nogueira (PP-PI) no alto escalão do Executivo.

A ideia do presidente é colocar o parlamentar na Casa Civil, que hoje é chefiada por Luiz Eduardo Ramos. Por sua vez, o general seria transferido para a Secretaria-Geral da Presidência, pasta que tem como titular Onyx Lorenzoni. Por fim, Lorenzoni assumiria o “novo” Ministério do Trabalho, Emprego e Previdência.

A recriação da pasta deve ser oficializada por meio de uma medida provisória. Bolsonaro prometeu confirmar as mudanças nos ministérios na próxima segunda-feira (26/7).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE