CONTROVÉRSIA

Bia Kicis se encontra com deputada de partido neonazista da Alemanha

Beatrix von Storch é neta do ministro das Finanças de Adolf Hitler,Lutz Graf Schwerin. Museu do Holocausto lamentou o fato

Renato Souza
postado em 22/07/2021 18:38
 (crédito: reprodução/Twitter)
(crédito: reprodução/Twitter)

A deputada Bia Kicis (PSL-DF), aliada do presidente Jair Bolsonaro, se encontrou com Beatrix von Storch, deputada do partido Alternativa para a Alemanha (AfD), investigada pelo serviço de Inteligência por propagar ideias neonazistas, xenofóbicas e extremistas. A parlamentar publicou uma foto do encontro nas redes sociais.

"Hoje recebi a deputada Beatrix von Storch, do Partido Alternativa para Alemanha, o maior partido conservador daquele país. Conservadores do mundo se unindo para defender valores cristãos e a família", escreveu a parlamentar.

O Museu do Holocausto lamentou o encontro, e afirmou que Breatix é neta do ministro das Finaças de Adolf Hitler, Lutz Graf Schwerin. "Vice-líder do partido, famosa por tweets xenofóbicos e neta de Lutz Graf Schwerin von Krosigk, ministro nazista das Finanças e um dos poucos membros do gabinete do Terceiro Reich a servir continuamente desde a nomeação de Hitler como chanceler", escreveu a instituição.

"É evidente a preocupação e a inquietude que esta aproximação entre tal figura parlamentar brasileira e Beatrix von Storch representam para os esforços de construção de uma memória coletiva do Holocausto no Brasil e para nossa própria democracia", completou o Museu do Holocausto em texto publicado na internet.

Ao ser alvo de críticas, Bia Kicis retornou às redes sociais e negou que Beatrix seja ligada ao nazismo. "A deputada Beatrix von Storch é uma parlamentar conservadora, que denuncia política de imigração na Alemanha e ataques às liberdades individuais,como a liberdade de expressão. Nada desabona sua conduta, por tudo que pesquisei. É a mesma narrativa contra conservadores aqui e no mundo", escreveu a parlamentar.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE