PANDEMIA

Em evento no Planalto, mestre de cerimônia diz que "uso de máscara é opcional"

Esta é a primeira vez em que uma orientação do tipo ocorre durante evento oficial no Palácio do Planalto. O local costuma lotar durante cerimônias

Ingrid Soares
postado em 12/08/2021 18:05 / atualizado em 12/08/2021 18:06

Durante cerimônia de cumprimento aos oficiais-generais promovida nesta quinta-feira (12/8),no Palácio do Planalto, que contou com a presença de mais de 100 pessoas, o mestre de cerimônia disse ao microfone que o uso de máscara era opcional. Esta é a primeira vez em que uma orientação do tipo ocorre durante evento oficial no Palácio do Planalto. O local costuma lotar durante cerimônias.

Em meio ao anúncio, o mestre de cerimônia hesitou segundos antes de terminar a frase e de perceber que o próprio presidente Jair Bolsonaro estava sem máscara. Ao terminar o comunicado, o ministro do GSI, Augusto Heleno, e da Defesa, Braga Netto, também desprotegidos, trocaram olhares e riram.

Não faziam uso do equipamento ainda o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e o ministro da Secretaria de Governo, Eduardo Ramos, além do general Paulo Sérgio. Já a primeira-dama Michelle Bolsonaro, Paula Mourão e a ministra Flávia Arruda estavam com o equipamento de proteção. Houve ainda apertos de mãos como cumprimento aos militares promovidos.

O Correio questionou a Secretaria de Comunicação sobre o aviso, mas não recebeu retorno até a publicação desta reportagem.

No dia 6 junho, Bolsonaro afirmou que pediu ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, um parecer que desobrigue o uso de máscara para quem já recebeu a imunização contra a covid-19 ou para quem já foi infectado pelo vírus.

Na quarta-feira (11), Queiroga voltou a falar sobre um possível fim da obrigatoriedade do uso de máscaras no Brasil. Na ocasião, em uma previsão ambiciosa, afirmou que até o fim deste ano irá colocar um fim ao caráter pandêmico da covid-19 no Brasil e que, com isso, a população brasileira vai "poder tirar de uma vez por todas essas máscaras". 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE