Memes

Guedes é comparado a Caco Antibes depois de falar sobre energia mais cara

Em declaração nessa quarta (25/8), Ministro afirma não ver problema no encarecimento das contas de energia dos brasileiros; internautas ironizam comentário

Nathalia Galvani*/Estado de Minas
postado em 26/08/2021 17:02 / atualizado em 26/08/2021 17:04
 (crédito: Agência Brasil e rede sociais/Reprodução)
(crédito: Agência Brasil e rede sociais/Reprodução)

Paulo Guedes ou Cacos Antibes?

Após minimizar a crise hídrica e o encarecimento das contas de energia elétrica no Brasil, internautas comparam o ministro da Economia com o personagem do programa de comédia da TV Globo, Sai de Baixo, interpretado por Miguel Falabella.

"Qual o problema de a energia ficar um pouco mais cara?", perguntou Paulo Guedes durante lançamento da Frente Parlamentar Mista do Empreendedorismo, na Câmara dos Deputados, nessa quarta-feira (25/8).

O ministro disse ainda que a economia brasileira está mostrando sinais de reação após o auge da pandemia da COVID-19 em 2020 e classificou a crise hídrica como ‘nuvens no horizonte’. "Temos a crise hídrica forte pela frente, mas a economia brasileira está furando as ondas", disse Guedes.

Na história da série brasileira, Caco Antibes pertencia à classe alta de São Paulo. Porém, perde todo o seu dinheiro após a Receita Federal descobrir irregularidades em seu patrimônio. Mesmo com a perda do status e fortuna, Caco não gostava de trabalhar e fazia comentários pejorativos contra os pobres, como "eu tenho horror a pobre", um dos seus bordões mais famosos.

Nas redes sociais, os usuários ironizam as declarações feitas por Paulo Guedes. No ano passado, ele chegou a dizer que, com o dólar em uma cotação mais baixa, até mesmo “empregada doméstica estava viajando para a Disney”, nos Estados Unidos.

As comparações do ministro com Caco Antibes chegaram aos assuntos mais comentados no Twitter na manhã desta quinta-feira (26/8). Em uma das publicações, uma internauta comenta que Paulo Guedes é "o Caco Antibes da vida real e deixa claro, todos os dias, que odeia pobre";


Veja a repercussão na redes sociais:

 

 



 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE